Postado em 28/08/2010 às 06:45 por Redação em Educação

Comercialização de TCC's ganha adeptos em faculdades de Maceió

Trabalhos de conclusão de curso são vendidos a R$ 1 mil

Por Redação

A venda de Trabalhos de Conclusão de Curso (TCC) vem se popularizando entre estudantes de faculdades em Maceió, que ao invés de elaborarem a pesquisa, necessária no fim da graduação, chegam a investir em média R$ 1000,00 para concluir o curso. Para isso, existem pessoas especializadas, inclusive com pós-graduação na área jurídica, que vão nas salas de aula e divulgam que fazem trabalhos acadêmicos.

Quando alguém se interessa, o “vendedor” passa os contatos e após o acerto, sugere temas para a pesquisa. Há informações de que a demanda é grande, principalmente no final do ano, pois existe uma disciplina obrigatória na grade dos cursos que é específica para a elaboração do trabalho.

O Cadaminuto entrou em contato com uma mulher que afirmou vender os trabalhos por R$ 700,00, valor que pode ser divido em duas vezes. O TCC é feito por partes, possibilitando ao graduando levar os capítulos para serem corrigidos pelo orientador. Mesmo sabendo que a prática existe, as faculdades podem ter dificuldade para identificar a fraude.

Porém, o comércio lucrativo pode ser crime, prevendo pena de reclusão de 1 a 4 anos, além de multa para quem vende, expõe à venda, aluga, introduz no País, adquire, oculta, empresta, troca ou tem em depósito, com intuito de lucro, original ou cópia de obra intelectual, produzidos ou reproduzidos com violação de direito autoral.

De acordo com a coordenadora do curso de comunicação do Centro de Estudos Superiores de Maceió (Cesmac), Cristina Brito não é possível ter 100% de certeza quando um TCC não foi feito pelo graduando que o apresenta. No entanto, ela afirma que no processo de elaboração do trabalho é preciso que o professor fique atento quanto à metodologia científica e embasamento do aluno.

“Em alguns cursos nem é preciso fazer a apresentação. A pesquisa tem que mostrar teorias e resultados e é aí que podemos ter uma idéia da capacidade da pessoa em elaborar o trabalho. O orientador tem que fazer um acompanhamento individual. Me pergunto que tipo de profissional compraria um TCC, porque a pessoa já está com o pé no mercado de trabalho e investiu tempo e dinheiro no curso”, destacou.

Ela lembrou que a pesquisa não serve apenas para obter uma nota final e sim, para ajudar no aprendizado, incentivando uma postura para a vida profissional. “Tem a questão ética também. Aqui nunca tivemos notícias de alguém que comprou o TCC, mas se acontecesse, o trabalho seria reprovado e o aluno precisaria se rematricular na disciplina”, ressaltou.

Um estudante, que preferiu não se identificar, afirmou que pretende comprar o TCC, já que o prazo para a entrega do trabalho está se esgotando. Ele afirmou não ter vocação para a vida acadêmica e consequentemente, para pesquisas e ainda, que só quer conseguir logo o diploma, apesar do investimento financeiro.

“Esses trabalhos acadêmicos são mais para quem quer seguir o ramo. O que eu tinha que aprender já aprendi. Não investiria R$ 1000 porque sei que tenho capacidade pra fazer o TCC, mas para evitar a perda de tempo prefiro não fazer. Quem teve a idéia de comprar não fui eu e sim, a menina que faz dupla comigo. Conseguimos por R$ 300,00, mas estou mais preocupado que ela, já que o período para a entrega do pré-projeto é ate a próxima semana”, destacou.

Questionado sobre a falta de ética na ação ele ressaltou que isso não tem a ver com sua atuação acerca do que a profissão exige. Ele contou que uma amiga sua estava sem dinheiro e resolveu lucrar com a venda de TCCS. “Garanto que sou mais capaz que muita gente que tá aí no mercado, que tem o diploma ou não exerce a profissão, por isso acho desnecessário o TCC. Uma miss Alagoas contratou os serviços da minha amiga e tirou 10. Já ela ficou com 9,5”, revelou.

link

Deixe seu comentário

Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

captcha Atualizar
  • Betinho

    Para se fazer um bom profissional é necessário que, pelo menos, a pessoa mostre que tem condições de articular as idéias, que são produzidas no mundo acadêmico, com o mundo objetivo, onde a pessoa vai extrair de uma problemática geral um problema específico mostrando a importância de seu estudo

  • Joao

    Concordo com o Fernando. Comprar é errado, mas devia se falar tbm do descaso dos professores qnt a obrigação de orientar o TCC. Tem professor que sequer ler o trabalho e a faculdade ainda joga a culpa no aluno. Professor que acompanha o processo de construção do TCC com certeza sabe se é comprado.

  • maria

    Secundarista anos 90, é realmente que seria louco trocar algum diploma pelo seu!! Vejam como o amigo escreve bem: segudo - segundo, crestos - certos, localiza - localizar, qu - que, frmar - forma, advogadno - advogado, localiza - localizar, tb - também, etc. DEUS ME LIVRE!! CADA COMENTARIO BOBO!!

  • THOMAS CARVALHO

    VENDO TCC, CONTATO: 9956-8536

  • ARIMATEA LAFAYETTE

    Quem descobriu a pólvora? isso é mais antigo que a própria existência do TCC, há sites especializados no assunto, não entendi tamanha surpresa!

  • ex-aluno

    A fessora Cristina Brito vive no mundo da Lua. Ora se a UFAL que é uma Instituição um pouquinho mais séria existem alunos q compram TCC (site Zé Moleza dentre outros) quanto mais a fabriqueta de dinheiro, a industria de fabricar "INGINHEIROS" que é o nosso CESMAC. Acorda Mestra!!!

  • Fera Filhinho de Papai

    O que são R$ 1.000,00 (Mil Reais) para um "Filhinho de Papai". As faculdades funcionam no estilo pagou-passou. Queriam o que? O Ferinha precisa de um diploma e o papai e a mamãe podem pagar. Isso é coisa corriqueira. Só não conseguiram desmoralizar (ainda) o Exame da Ordem.

  • Manoel

    Júlio, dizem que o médico quer ser Deus e o advogado tem certeza que é, mas não vejo as outras profissões como "baixa", apenas pessoas nanicas como você querendo aparecer com um minúsculo conhecimento. Vá se catar. Ah, sou graduado e pós em economia, e agora mestrando.

  • Dakson Pereira

    JULIO, das duas uma: ou você gosta de se enganar ou é comerciante de TCC.

  • Dakson Pereira

    Vivemos num mundo de hipocrisias. De uns tempos para cá, as grandes empresas passaram a exigir graduações e pós graduações. Algumas apertaram e chegaram a tirar cargos de quem não era graduado ou pós. Foi um festival de vestibulandos cabelos brancos. Grande parte deles compraram TCC. Todo mundo sabe

  • Cristiane

    Pelo que se fala...parece que só os alunos de direito que fazem isso!!! Em toda area existe!! Cabe o ORIENTADOR ter vergonha na cara e orientar de verdade...pq muitas vezes tá apenas o nome dele lá..e ele fez nadaaa, só assinou nÉ?

  • CHINESE DEMOCRACY

    FABIO VC ESTA DESATUALIZADO DE UMA VOLTINHA NA UFAL QUANDO TIVER TEMPO E VEJA A DIFERENÇA DE HOJE,

  • ADVOGADO

    OH QUE NOVIDADE!!! E AINDA TA CARO, PQ EU PAGUEI 600 E FOI BEM FEITO... AFINAL PRA QUE SERVE MESMO O TCC!!!! NADA!!!!!!

  • Marcelo Souza

    Se a Secretaria de Estado da Saúde quiser pegar quem negocia certificados de conclusão do 2º grau e outros......é só pedir a polícia para investigar um rapaz por nome de Mizael mais conhecido pela alcunha de "miza" nobairro do Jacintinho. Issso é uma vergonha.......

  • Fabio Poeta

    ...Por fim, tudo isto resulta,desde a fraude de um TCC,numa educação cada vez mais caótica e mantenedora do poder servil e subserviente de patrões inósptos e iníquos,e gestores políticos acostumados com a mão de obra barata e cada vez mais burra.Não confie em quem não pensa,VOTE na inteligência.

  • Fabio Poeta

    ...as FARCuldades,em especial as federais,são uma instituição movida por verbas que nem sempre são aplicadas nas melhorias e quando as são, por meio de serviços superfaturados.Cansei de ver onde estudei quadros que se pareciam com queijo suiço,banheiros podres e o mato por todos os cantos;elas ...

  • Fabio Poeta

    ...Titulações que recolocam o indivíduo em cada setor da sociedade.Sócrates para ser o que foi e é,em seus depoimentos através de Platão,não precisou de diploma,viveu e aprendeu com todos."Conhece-te a ti mesmo"dizia ele.P/ entender melhor quem está ao teu lado numa sala de aula,escuta-o...

  • Fabio Poeta

    ...como eu disse anteriormente,quando universitário percebi muitos de meus profs. inseguros e enrolões,tive que buscar conhecimento sozinho,em leituras solitárias,além de ser perseguido por eles por causa de minhas ideias.Concluo que para se ser inteligente e competente pouco importa as titulações..

  • Fabio Poeta

    Acredito que não apenas acadêmicos mequetrefes compram TCCs,mas muitos dos professores que possuem Mestrado e Doutorado.Quanto não custa uma bolsa de Ms. ou de Dr?Imaginemos para quem precisa desses títulos para ser alguém e ter status.Caro universitário analise seu prof.Quantas aulas medíocres,hem!

  • SECUDARISTA ANOS 90

    EU NÃO TROCOMEU DIPLOMA DE SEGUDO GRAU EM CRESTOS CURSOS SUPERIORES QU TEM POR AI DE FRMAR ALGUMA, VEJO ADVOGADNO SEM SABER LOCALIZA NO MAPA ONDE FICA O BRASIL, VEJO ADVOGADO ESCREVENDO ERRADO E ETC, E EM OUTROS CURSOS TB O PROBLEMA É A O ENSINO SUPERIOR FICOU BANALIZADO!

  • PARA Júlio - Joao

    Outra PIADA das boas.......Ne por nada nao viu "Júlio"...mais vc deveria ser comediante..kkkkkkkkkkkkkkkkk......

  • Fernando

    Muitas vezes os professores orientadores não acompanham a produção do TCC com responsabilidade. É possível detectar a falsidade de um trabalho principalmente quando é bem elaborado. É natural que um acadêmico cometa erros e isso ajuda a detectar se foi feito por profissional.

  • HIPOCRISIA

    RENHO SAUDADE DO TEMPO EM QUE PARA SE PASSAR EM UM VESTIBULAR ERAPRECISO SABER LER E ESCREVER, FAZER REDAÇÃO,UM ALUNO QUE FAZ O CIENTIFICO EM 3 MESES DEPOIS ENTRA NUMA FACULDAD SEM REDAÇÃO O RESULTADO É ESSE PQ NÃO TEM CAPACIDADE DE ESCREVER EM SUA MAIORIA , ENTÃO CONSEGUE O NIVEL SUPERIOR É UMA PEN

  • MESTRE

    HORA MEU DEUS O POVO HOJE ESTA ESTUDANDO NÃO POR AFINIDADE OU PQ QUER E SIM PELA OBRIGAÇÃO QUE O MERCADO IMPOÉ E AI QUE TA A DIFERENÇA , FAZER POR GOSTAR DE ESTUDAR SÃO POUCOS O OBJETIVO E APENAS O TÍTULO E SÓ, E MUITS INSTITUIÇÕES AJUDAM ISSO NEM EXIGEM APRESENTAÇÃO!

  • SOMOS SOLDADOS LEAIS

    CRIME?! Se o aluno comprou a obra(TCC) ao autor não há violacão de direito autoral,não há crime(ART.184,CPB). No caso concreto o aluno pode ser preguiçoso,incompetente,antiético,menos criminoso. Outra coisa,o que vale mesmo a aprovação no exame de ordem.

  • milton

    ANTIGAMENTE A PROFISSAO DO DIREITO ERA COISA FENOMENAL, HOJE O QUE SE VE É MUITA GENTE COM DEPROMA E QUANDO SE PERGUNTA ALGO SOBRE O CURSO O INDIVIDUO FICA MUDO SEM SABER RESPONDER.

  • correa

    JÁ Q ESSE LIXO DE ALUNO Q APARECE NA MATÉRIA, E Q DEVERIA DIZER O NOME P NINGUÉM SER LUDIBRIADO POR ESSA MAZELA, DISSE QUE N É FALTA DE ÉTIC; POIS ENTÃO Q ELE REGISTRERE NO DIPLOMA DELE Q COMPROU UM TCC!!!É O Q DÁ, TODA ESQUINA TEM UMA FACULDADE, E TODO MULAMBO ACHA Q PODE TER UM DIPLOMA. NÉ DR??

  • Júlio

    Eu como estudante de direito e futuro advogado, declaro que os estudantes de direito são um exemplo para as profissões mais baixas. Nenhum deles, como futuros advogados e bom pesquizadores, jamais mandou fazer o TCC. São todos inteligentes. Parabéns OAB. Na defesa do advogado e contra a 17ª Vara.

  • DARA

    NOVIDADE????? eu tenho 23 anos de formada é na minha epoca isso já existia.......CONHEÇO GENTE DEMAIS QUE SEMPRE PAGOU POR UM TCC. ISSO É COISA DA ANTIGA.

  • Joao

    Ohhhh..... Dona Cristina Brito, nao fale uma coisa dessas...ao lado do predio principal do CESMAC se vende TC, e a senhora vim dizer que nunca se utilizaram ai no CESMAC???? Ate entendo o pq....que credibilidade iria ter se senhora dissesse que ja teve, ne?? Se bem que..a credibilidade ta em baixa.

  • Mauricio

    Quem tem capacidade não fala. Quem tem capacidade faz. Falta de tempo não é, pois o aluno tem pelo menos 1 ano para concluir o TCC. Isso é falta de caráter mesmo. É coisa de parasita que quer se dar bem explorando a capacidade dos outros. Uma vergonha.