Cada Minuto

buscar

Postado em por Redação em MunicípiosInterior

Seminário de combate às drogas prossegue nesta terça

Por Redação

O segundo dia de atividades do Seminário Municipal de Implementação de Políticas Públicas Sobre Drogas prossegue nesta terça-feira (11), no Levinos Hall, no bairro Novo Horizonte, com apresentação do projeto pernambucano “Pacto Pela Vida” e elaboração da Política Municipal de Combate às Drogas.

O evento foi aberto na manhã desta segunda-feira (10), com a participação do prefeito Luciano Barbosa (PMDB); procurador do município José Soares da Silva e representantes do Conselho Municipal de Segurança, Gabinete de Gestão Integrada Municipal (GGIM), vereador Daniel Rocha (PTB) representando o Poder Legislativo, procurador de justiça Gerlado Magela Pirauá, do Ministério Público Estadual (MPE), defensor público André Chalub, e o representantes da Ordem dos Advogados do Brasil, seccional de Arapiraca, José Firmino de Oliveira.

Também participaram da abertura do seminário, secretários municipais de governo, integrantes do Conselho Tutelar, 3º Batalhão Militar, Exército e da sociedade civil organizada, além do prefeito de São Miguel dos Campos, George Clemente, e o representante do Ministério da Saúde, Cláudio Barreiros.

O primeiro dia de atividades teve como convidados-palestrantes o médico Elisaldo Carlini, psicofarmacologista e professor da Escola Paulista de Medicina da Universidade Federal de São Paulo.

Carlini é um dos maiores especialistas brasileiros em drogas psicotrópicas e estudioso da maconha há 40 anos.

O seminário também contou com a presença da Doutora em Ciências, Solange Nappo, que é membro do Centro Brasileiro de Informações Sobre Drogas. Após as palestras dos especialistas, o público participou de debates.

De acordo com o coordenador do GGIM e representante do Conselho Municipal de Segurança, procurador José Soares da Silva, a programação segue nesta terça-feira, com apresentação do plano “Pacto Pela Vida”, que conseguiu reduzir em 45% o índice de criminalidade na cidade do Recife.

“São experiências bem-sucedidas que devemos nos espelhar, a fim de que possamos tirar nosso Estado dos indicadores negativos em que se encontra, o que acaba refletindo também na vida dos arapiraquenses”, explicou.

No encerramento das atividades, o grupo representativo de toda a sociedade vai elaborar a Política Municipal de Combate às Drogas.

Deixe seu comentário

Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.