Cada Minuto

buscar

Postado em por Redação em NotíciasMaceió

Familiares denunciam no MP negligência médica de hospital

Pai de radialista não teve atendimento adequado e acabou falecendo nesta segunda-feira

Por Redação

O radialista Elias Ferreira esteve na manhã desta terça-feira (08), na sede do Ministério Público Estadual para denunciar a negligência do Hospital Maceió, que atende os usuários do Plano Hapvida, e que acabou acarretando no falecimento de seu pai, José Ferreira.

Os promotores de justiça Max Martins e Denise Guimarães de Oliveira, do Direito do Consumidor, receberam Elias Ferreira, que denunciou o mau atendimento a seu familiar.

Segundo Elias, seu pai que tinha 90 anos, tentou dar entrada ontem às 11 horas da noite no hospital. Ao chegar à unidade, a entrada do paciente teria sido negada. A médica chegou a dar alta, mas a família se recusou a tirar seu José do hospital. Depois de muita confusão ele foi levado a Sala de Observação e a médica confidenciou para a família que ele estava com quadro de pneumonia, mas não podia dar o medicamento, pois o plano em Fortaleza não havia liberado.

Na audiência na sede do MP, os promotores informaram que irão solicitar o prontuário de José Ferreira, que deverá ser entregue pelo hospital em um prazo de 48 horas. Além disso, o representante do órgão explicou que vai solicitar uma cópia das câmeras de segurança do hospital dos últimos dois dias.

Uma cópia da representação ingressada no órgão pelo radialista será encaminhada à Diretora Chefe da Agência Nacional de Saúde do Nordeste, Cíntia Curado, que deverá acompanhar o caso.

As duas médicas, identificadas como Jaqueline e Franciele, serão intimadas pelo MP para prestarem esclarecimentos sobre as denúncias feitas ao órgão pelo pai da vítima.

Elias Ferreira, durante o depoimento, disse ainda que a causa da morte ainda não foi divulgada pelo hospital. Segundo ele, na tentativa de reanimar o pai, os médicos acabaram quebrando uma das costelas que atingiu e perfurou o pulmão, outra versão é que o paciente poderia ter sido derru bado da maca.

A família teve dificuldades em liberar o corpo de José Ferreira, por conta da não liberação do atestado de óbito.

Defesa

A reportagem do CadaMinuto foi procurada pelo advogado Paulo Nicolas, que representa a médica Franciele Santos, citada por parentes de José Ferreira Miquelino. Segundo Nicolas, a médica informou que atendeu o paciente apenas uma vez (ontem) e que esse foi o primeiro plantão dela no hospital. “Ela atende em vários hospitais em Maceió, mas nessa unidade foi a primeira e a última, já que ela está se desligando pela falta de estrutura do local”, afirmou.

O advogado afirmou ainda que a médica está solidária à família do paciente para prestar qualquer esclarecimentos sobre o caso. “A médica também está indignada com a falta de estrutura do hospital. Ela pedia as coisas, determinava, mas o hospital não fornecia. Não havia condições de trabalho e por isso ela está se afastando”, finalizou Paulo Nicolas.
 

MAIS FOTOS

Deixe seu comentário

Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

  • Antonio Silva

    Antonio Silva

    UM PLANO QUE NÃO TEM EMERGÊNCIA CARDIACA, NÃO É MERECEDOR DE CREDIBILIDADE. PORQUE SERÁ QUE A SANTA CASA, E O ARTHUR RAMOS NÃO QUEREM CONVÊNVIO COM ESSE PLANO ? FUI COM MINHA SOGRA QUE É FUNCIONÁRIA PUBLICA NESSA EMERGÊNCIA E SÓ TINHA UM CLINICO, NEM TINHA PEDIATRA NEM ORTOPEDISTA DE PLANTÃO

  • abelhinha

    abelhinha

    EU NÃO SEI O QUE VCS QUEREM DA VIDA ... A PIOR RAÇA Q EXISTE É O SER HUMANO ...RECLAMAM DE TUDOOO.. E TEM UNS MANIAS XAAATAASS DE FALAR DENTRO DO PLANO DE SAÚDE QUE O PLANO NÃO PRESTA , QUE É UMA PORCARIA ,E OUTRA ++ ABSURDA " QUE É MELHOR O SUS"AFFFF EU NÃO SEI ONDE , GOSTARIA MUITO DE SABER .

  • Gabriela

    Gabriela

    O Problema não são planos de saúdes baratos, o Hapvida e um bom plano em Fortalez o problema e a administração da sede de Maceió que é feita por pessoas desqualificadas que mal tem o ensino fundamental, gente que passou da recepção para gerencia a mesma coisa acontece com o Hospital..Infelizmente!!!

  • DANIEL

    DANIEL

    ESTAR DE PARABÉNS O CADA MINUTO, POIS É DE MATERIAS ASSIM QUE A POPULAÇÃO ESTAR PRECISANDO SÓ ASSIM PODEMOS EXPRESSAR NOSSA INDIGNAÇÃO COM ESSES PLANOS DE SAÚDE E ESSES POLITICOS PODRES QUE SÓ VIVEM EM BRASILIA PARA COMER PROPINA DESSAS OPERADORAS QUE SÓ FAZEM ENGANAR A POPULAÇÃO.

  • JUSTIÇEIRO

    JUSTIÇEIRO

    PLANOS DE SÚADE BARATOS, FALTA DE NORMAS RIGIDAS, FALTA DE FISCALIZAÇÃO CONSTANTE, FALTA DE EMPENHO DAS INSTITUIÇÕES COM GOVERNO FEDERAL E ANS, POIS SE O ESTADO NÃO DAR A SAÚDE E RECORREMOS A UM PRIVADO E ELA NÃO CORRESPONDE COMO DEVERIA DEVE SER PUNIDA E ATÉ INTERDITADA OU BANIDA DO MERCADO.

  • VERGONHA ESSES PLANOS DE SAÚDE

    VERGONHA ESSES PLANOS DE SAÚDE

    ABSURDOS DESSA NATUREZA SÓ SE VER NO BRASIL E PRINCIPALMENTE EM ALAGOAS, ACHO QUE A JUSTIÇA SÓ VAI SE MEXER QUANDO ALGUM FAMILIAR DELES FOREM AS VITIMAS.

  • Revoltado

    Revoltado

    o MP deveria firmar um TAC com esses planos de Saúde, pois o Hap Vida, Excelsior, Bradesco, Golden Cross e outros só humilhão seus usuarios, ai eu pergunto kd os direitos humanos da OAB para dar suporte juridico as familias em momentos dificeis.

  • Paulo

    Paulo

    Sou usuario da Saúde Excelsior e vejo ela estar identica a Hapvida, poi só muda o nome, se movemos uma ação contra esses planos pifil a justiça só dar idenização de 10 mil conto, isso é lucro para esses planos de mer....

  • Paulo

    Paulo

    A ANS e os nosso Deputados Federais deveriam fazer normas mais severas, pois coibiriam esses abusos desses planos fuleiros de ponta de esquina.

  • Marcos

    Marcos

    Ainda bem que quebraram as costelas dele! Isso prova que foi feito massagem cardáca para reanimá-lo. Isso é normal em idosos e pessoas magras, pois a forçca é grande para fazer a massagem...