Postado em 30/08/2015 às 10:16 por Vanessa Siqueira em Polícia

Residências, mercadinho e centro escolar são assaltados em Maceió

Viatura da Polícia Militar

Crédito: CadaMinuto - Arquivo

Três residências, um mercadinho e o Centro de Treinamento, localizado dentro do Cepa, foram alvo de assaltos neste sábado (29) em Maceió. Em outra ocorrência, a polícia prendeu um morador de rua que tinha invadido uma casa para tentar roubar objetos.

No Cepa, localizado no bairro do Farol, dois exaustores dos aparelhos condicionadores de ar foram roubados por assaltantes. Uma equipe do batalhão de Policiamento Escolar (BPEsc) foi até o local e realizou buscas em toda a região, mas nenhum suspeito foi encontrado.

Na rua Professor Tanilo Gama, no bairro do Trapiche, militares do 1º Batalhão prenderam Fábio Ferreira da Silva, de 32 anos, que se identificou como morador de rua. Ele estava dentro de uma residência onde tentava cometer um assalto.

Porém em Jacarecica os donos de uma casa não tiveram a mesma sorte e acabaram sendo alvo de bandidos. Na ação, foram levados um notebook, uma televisão, um celular e uma carteira. A polícia chegou a ir até o local, mas não conseguiu prender os assaltantes.

Em outro assalto, registrado na Rua Alcino Casado, no Centro, homens invadiram o imóvel e fugiram levando uma televisão, uma impressora, dois aparelhos de DVD, um data show, dois notebooks e uma mochila contendo objetos de uso pessoal do dono do imóvel.

No bairro Santa Amélia, quatro homens armados invadiram um mercadinho e de quebra assaltaram uma residência que fica nos fundos do estabelecimento. Segundo militares do 4º Batalhão, eles levaram objetos do mercadinho e do imóvel. O grupo fugiu em duas motocicletas, que não tiveram modelo nem placa anotados. Nenhum deles foi localizado até agora. 

Postado em 30/08/2015 às 09:37 por Redação em Polícia

Mototaxista é feito refém em canavial durante assalto

Viaturas PM

Arquivo

Um mototaxista foi feito refém em um canavial durante uma tentativa de assalto neste sábado (29).  Ele foi atraído para uma falsa corrida e só foi libertado por policiais militares em Teotonio Vilela.

A operação para localizar o mototaxista contou com apoio dos Grupamentos de Polícia Militar de São Sebastião e o helicóptero Falcão 4. A informação de que a vítima havia sofrido um assalto seguido de sequestro chegou à polícia por meio de um amigo do mototaxista.

Ele contou que foi acionado para levar um cliente de Teotonio Vilela até São Sebastião, mas no meio do caminho foi surpreendido pelo anuncio do assalto. O falso cliente teve apoio de outros dois homens que estavam em uma motocicleta e o levaram até um canavial do município.

Os sequestradores perceberam que a polícia estava realizando rondas pela área e fugiram e abandonaram o mototaxista no local. Ele foi resgatado pelos policiais e orientado a prestar queixa na delegacia. Nenhum suspeito foi encontrado. 

Postado em 30/08/2015 às 09:13 por Vanessa Siqueira em Polícia

Casal é morto a tiros e facadas no Benedito Bentes

Viatura do IML

Foto: CadaMinuto/Arquivo

Dois jovens foram mortos a tiros e facadas durante a noite deste sábado (29) no conjunto Parque das Américas, no Benedito Bentes. Os autores conseguiram fugir após o crime.

Segundo informações do Cento Integrado de Operações da Defesa Social (Ciods), Abraão Lucas da Silva Santos, de 18 anos, e Andreza Tâmara da Silva Santos, de 20, foram abordados por homens armados que renderam as vítimas e as executaram.

Abraão foi atingido por um tiro no tórax e uma facada na nuca e morreu na hora. Já Andreza foi baleada nas costas e ainda chegou a ser socorrida, mas morreu a caminho do Hospital Geral do Estado (HGE).

Logo após o crime, os autores, que não foram identificados, fugiram. Equipes da Delegacia de Homicídios, do Instituto de Criminalística e do IML estiveram no local para realizar a perícia e colher informações que auxiliem na elucidação do crime. 

Postado em 30/08/2015 às 09:03 por Vanessa Siqueira em Polícia

Suspeito é preso após roubar R$ 2,3 mil e ser baleado por testemunha

Central de polícia em Arapiraca

Um homem foi preso e outro continua foragido ambos acusados de assaltarem dois homens e levarem cerca de R$ 2.300 mil. O fato aconteceu na Rua Nossa Senhora das Graças, no bairro Batingas, em Arapiraca, neste sábado (29).

As vítimas contaram que chegavam à empresa em que trabalham no caminhão quando foram abordados por dois assaltantes que estavam em uma motocicleta XRE dourada.

Um deles sacou um revólver e obrigou que eles entregassem todos os objetos de valor. Eles roubaram um relógio e cerca de R$ 2.300 e fugiram na motocicleta. Porém uma pessoa viu toda a ação e efetuou disparos na direção da dupla de assaltantes, que mesmo feridos conseguiram fugir.

A Polícia Militar foi informada do assalto e pouco tempo depois soube que Michael da Conceição, de 25 anos, tinha dado entrada na Unidade de Emergência do Agreste com um tiro nas costas.

Ele foi reconhecido por uma das vítimas e depois de receber alta médica foi encaminhado para a Central de Polícia de Arapiraca onde foi lavrado um auto de prisão por roubo à pessoa. 

Postado em 30/08/2015 às 08:38 por Redação com Ascom PC/AL em Polícia

Acusado de homicídio é preso em operação na capital

Gustavo Pereira foi preso

Crédito: Ascom PC/AL

Uma ação comandada pelo delegado José Carlos dos Santos, da Delegacia de Homicídios, na noite deste sábado (29), prendeu Gustavo Pereira, de 24 anos, conhecido como Guga. Ele é acusado de cometer um homicídio em julho de 2013 na Grota do Pau D’Arco, no Jacintinho.

Segundo a Polícia Civil, Gustavo foi localizado em preso em cumprimento a Mandado de prisão expedido pelo juiz da 8ª Vara Criminal de Maceió, no mês de Janeiro deste ano.

O delegado José Carlos disse que Gustavo Pereira conseguiu fugir de uma operação conjunta das polícias Civil e Militar realizada na madrugada da última quarta-feira, 26, mas as buscas continuaram, sendo concluidas com a prisão do acusado.

De acordo com a Delegada Rebecca Cordeiro, “Guga” é temido na Rua da Jardineira, no bairro do Jacintinho, e é investigado por outros homicídios.

A Delegacia de Homicídios da Capital solicita a quem tiver informações de outros crimes cometidos por "Guga", informe pelo disque denúncia 181. O anonimato é garantido.

Postado em 29/08/2015 às 16:32 por Géssika Costa* em Polícia

Polícia prende mulher suspeita de vender e fabricar munições no interior de Alagoas

Militares encontraram também vários pacotes de pólvora e chumbo; material foi apreendido

Maria Cícera Brandão da Silva foi presa no início da tarde deste sábado

Foto: Ascom PM/AL

Maria Cícera Brandão da Silva foi presa no início da tarde deste sábado (29), após ser flagrada vendendo várias munições na feira da cidade de Viçosa, interior de Alagoas.

Após denúncias, militares da 4ª Companhia Independente da Polícia Militar começaram a monitorar a suspeita.

De acordo com o tenente Rildo, militares do serviço de inteligência da polícia estavam à paisana no momento que abordaram Maria Cícera. Com a suspeita, a polícia encontrou um verdadeiro arsenal: nove cartuchos de calibre 12, 16 cartuchos de calibre 23, quatro de calibre 32, 16 estojos de calibre 28, oito caixas espoletas, quatro quilos de chumbo e vários pacotes de pólvora.

“A ajuda da população foi fundamental para a prisão da suspeita. O nosso serviço de inteligência já monitorava ela há algum tempo”, diz.

Maria Cícera foi encaminhada para a Delegacia Regional de Viçosa, onde foi autuada em flagrante. 

*Colaboradora

Postado em 29/08/2015 às 15:34 por Secom - AL em Polícia

Segurança pública realiza operações preventivas no Litoral Norte

Polícia intensificou abordagens em várias cidades do Litoral Norte de Alagoas

Foto:Ascom SSP/AL

Cumprindo o que foi acordado em audiência pública, policiais do 6° Batalhão intensificam ações de prevenção no Litoral Norte do Estado. A operação ocorreu nas cidades de Passo do Camaragibe, Porto Calvo, São Luiz do Quitunde e São Miguel dos Milagres e cerca de 300 pessoas foram abordadas. 

A mobilização da polícia é para evitar crimes de tráfico de drogas e assaltos na região que é um grande pólo turístico.

Durante a ação foram feitas abordagens a coletivos e veículos de passeio, incursões em bares e nas ruas das cidades. 

O trabalho terá continuidade com a Lei Seca e operações de combate a paredões de som automotivo e a motocicletas com escape alterado. O comando do 6° Batalhão já montou o plano de ação que deve ser colocado em prática em poucos dias. 

Postado em 29/08/2015 às 14:47 por Secom - AL em Polícia

Polícia alagoana usa aplicativos e redes sociais para combater o crime no Estado


O combate à criminalidade em Alagoas tem dado resultados visíveis. Muitos métodos são usados para que o índice de violência seja reduzido. As redes sociais, que fazem parte desses métodos usados para o combate à violência, têm ajudado a segurança pública a realizar seu trabalho de forma mais rápida.
 
O coronel Marcos Sampaio, do Comando de Policiamento da Capital (CPC), contou que as redes sociais têm servido como fonte de análise para diversas ações. O monitoramento de aplicativos e perfis é ativo e existe uma equipe que monitora essas redes. Vários perfis são investigados na internet e táticas são traçadas pela polícia para conter determinadas ilegalidades.
 
O coronel Sampaio explicou que o monitoramento acontece com mais frequência no caso de grupos de torcidas organizadas. Ele relatou que muitos problemas em estádios de futebol já foram evitados graças a um aplicativo de conversas, no qual pessoas que fazem parte de torcidas organizadas planejam algo ilegal, mas rapidamente são impedidas por uma guarnição que tem trabalhado de forma ágil.
 
Sampaio afirmou que aplicativos como o Whatsapp têm facilitado o trabalho dos policiais e que eles conseguiram se adaptar às novas tecnologias. “A rotina das guarnições mudou com esse monitoramento pelas redes sociais, isso tem ajudado no combate contra a criminalidade”, ressaltou o coronel.
 
Marcos Sampaio disse também da proximidade da população com a Polícia Militar. Ele lembrou que o índice de assaltos no Centro de Maceió diminuiu, por conta das denúncias que comerciantes fazem a polícia, por meio de mensagens instantâneas. “Com isso, nós conseguimos localizar a ocorrência e chegar mais rápido ao local”, lembrou o oficial que comanda o policiamento ostensivo na capital alagoana.
 
Investigação
 
Outro ponto interessante relacionado ao auxílio das redes sociais na segurança pública são os crimes de internet. Segundo o delegado-geral da Policia Civil, Paulo Cerqueira, é caracterizado crime na internet quando alguém ofende ou levanta uma calúnia contra outra pessoa. Desta forma, vários fatores serão analisados.
 
Cerqueira disse que vídeos gravados e postados na internet, onde alguém se sinta ofendido, podem se tornar provas fundamentais para aplicação de uma pena. Os comentários de outras pessoas sobre aquela determinada postagem também influenciam nas investigações.
 
“Mensagens instantâneas ajudam na investigação, porém não são dadas como provas, e sim fazem parte do acervo de provas que serão coletadas”, explicou Cerqueira.
 
Convencional
 
O serviço 181 conhecido pela população alagoana não perdeu o seu espaço como método para denuncias, mesmo com as diversas plataformas tecnológicas que são utilizadas no combate ao crime. Apesar de ser um serviço convencional, o Disque-Denúncia ainda é o meio mais utilizado pela população na troca de dados com a policia.
 
O coordenador do serviço, que por medida de precaução terá o nome mantido em sigilo, disse que o 181, assim como as redes sociais, estão num conjunto de facilidades para a promoção da paz no Estado. “A popularidade do serviço 181 faz com que, mesmo com os aplicativos e as redes sociais ajudando a polícia, o número de denúncias não diminua”, contou o gestor do serviço.
 
Ele explicou que o contato direto do denunciante é diferenciado, pois através da ligação a polícia encontra facilidades para solucionar problemas. “A garantia do sigilo e do anonimato nos ajuda a colher mais informações com a população, o que é diferente nas plataformas cibernéticas”, explicou o coordenador. Ele disse ainda que a sociedade deve continuar colaborando com a segurança pública realizando denúncias, sejam elas nas redes sociais ou no 181, Disque-Denúncia, porque desta forma o combate à criminalidade é maior.
 
O gestor lembrou também que, além das denúncias que são feitas pela população, os resultados são fundamentais, já que por meio de uma ligação um criminoso pode ser detido e um crime pode ser solucionado. Isso faz com que a sociedade confie no trabalho ostensivo da policia e passe a ajudar cada vez mais a segurança pública.
 

Postado em 29/08/2015 às 13:53 por Redação em Polícia

Lixo hospitalar é jogado em terreno baldio

Vários materiais de uso médico foram descartados irregularmente em um terreno, localizado  próximo ao Instituto Médico Legal (IML), no bairro do Prado. O lixo foi encontrado por moradores da região na manhã deste sábado (29). 

Entre os materiais estão luvas, algodões, remédios, seringas e bulas. Vários deles já haviam sido usados. A Polícia Militar foi acionada e registrou a ocorrência.

 Ainda não se sabe quem teria sido o responsável pela irregularidade.

Postado em 29/08/2015 às 10:36 por Redação em Polícia

Jovem é presa por tráfico de drogas

Uma mulher de  25 anos foi presa na tarde dessa sexta-feira (29), acusada de tráfico de drogas. Renata Oliveira da Silva foi flagrada com mais de dois quilos de maconha após uma denúncia anônima.

Policiais do Batalhão de Eventos foram até uma residência situada na Rua Padre Cícero, no bairro do Jacintinho, onde encontraram a droga e a suspeita.

Dentro do imóvel foram encontrados 2,350 kg de maconha, uma balança de precisão, uma quantia em espécie não especificada, duas facas, um celular e um tablete.

A jovem foi conduzida para a Central de Falgrantes, no Farol, onde foi autuada por tráfico de entorpecentes.

Postado em 29/08/2015 às 10:09 por Redação em Polícia

Grupo é preso com documentos falsos

 

A Polícia Militar prendeu, na madrugada deste sábado (29), quatro pessoas com documentos falsos. O flagrante foi efetuado durante uma abordagem da guarnição que realizava rondas na cidade de Rio Largo, região Metropolitana de Maceió.

Os suspeitos foram identificados como Cícero Severino da Silva Neto, 23, Andressa Beatriz de Souza Ferreira, 21,  Josivânia Soares da Silva, 31 e Marciana da Silva Santos, 22.

 Os acusados foram levados para a Policia Rodoviária Federal, no bairro do Jaraguá, onde foram autuados por falsidade ideológica.