Postado em 28/05/2015 às 05:28 por em Bernardino

Auditagem da folha cumpre meta de resgatar Assembleia Legislativa

A FGV vai auditar a folha de pagamentos dos servidores ativos e inativos e detectar possíveis irregularidades.

Luiz Dantas:empenhado na auditagem da ALE para passar a limpo

Arquivo/Cada Minuto

A Assembleia Legislativa dá mais um passo no sentido de cumprir o plano de gestão transparente estabelecido pela atual Mesa Diretora. A contratação da Fundação Getúlio Vargas está de acordo com o que foi anunciado pelo deputado Luiz Dantas (PMDB), no dia primeiro de fevereiro, quando tomou posse como presidente da Casa.

A FGV vai auditar a folha de pagamentos dos servidores ativos e inativos e detectar possíveis irregularidades.

“A meta é restabelecer a plena legalidade dos atos administrativos e garantir a normalidade e a transparência do processo legislativo”, afirmou Luiz Dantas. A FGV foi contratada com base na lei 8.666/93, cujo artigo 24, inciso 13, prevê dispensa de licitação para contratação de instituições brasileiras focadas em pesquisa e desenvolvimento institucional, desde que ela detenha reputação ético-profissional e não possua fins lucrativos.

“A FGV cumpre exatamente esses requisitos legais. A opção do Poder Legislativo por essa instituição para proceder a auditoria da folha leva em conta o histórico de credibilidade e a indiscutível experiência da instituição em ações similares, inclusive em órgãos do governo federal”, justificou o procurador geral Diógenes Tenório. O trabalho da FGV vai começar no próximo dia 8 e deverá levar seis meses. Pela execução do plano de trabalho, a contratada receberá R$ 1,5 milhão, que serão pagos em seis parcelas.

A Assembleia vem realizando uma série de modificações em seus procedimentos administrativos. Há 16 certames licitatórios em andamentos, que vão modernizar o funcionamento da Casa de Tavares Bastos. Recentemente, foi reativado o Programa Interlegis, vinculado ao Senado Federal, que já pôs em funcionamento a Escola Legislativa. As atividades do programa avançaram e o lançamento do novo site oficial da Casa, com seu portal de informação, está previsto para ocorrer nesta primeira quinzena de junho.

                   Há ainda o a execução do cronograma de pagamento das folhas atrasadas e os recolhimentos dos encargos legais, que agora ocorrem em dia. Outro fato marcante é o pagamento do décimo terceiro salário no mês de aniversário do servidor. Portanto, quem aniversariou nesses primeiros cinco meses do ano, já recebeu a gratificação natalina. “A auditagem da folha de ativos e inativos faz parte desse conjunto de ações que visam resgatar a credibilidade e o bom funcionamento do Parlamento alagoano”, concluiu Luiz Dantas.

acesse>twitter@Bsoutomaior

E-mail Bernardinosm01@hotmail.com

 

Postado em 27/05/2015 às 20:56 por em Bernardino

Prefeita Conceição Tavares se reúne com Presidente do Senado

Conceição pediu apoio para realizar melhorias em Traipu; Secretário de Saúde também participou do encontro

Prefeita de Traipu, Conceição Tavares(DEM) foi recebida pelo presidente do Senado, Renan Calheiros

Fotos:Jane Araújo/Agências Senado

Brasilia, urgente (27) - A prefeita Conceição Tavares se encontrou na tarde desta quarta-feira (27) com o senador Renan Calheiros, presidente do Senado e do Congresso Nacional. A prefeita busca uma série de melhorias para o município de Traipu. Etinho Dias, secretário Municipal de Saúde, também participou do encontro.

A pauta principal da reunião foram emendas para construção de casas e pavimentação de ruas em Traipu, mas também foram apresentadas as carências em outras áreas. “Nosso município tem muitas necessidades e poucos recursos próprios. Precisamos do apoio do senador Renan Calheiros, do presidente do Senado Federal, para conseguir avançar mais”, aponta a prefeita.

Uma das metas da prefeita Conceição é dar moradia digna aos traipuenses que não possuem casa própria. “E não basta ter o lugar para morar. Tem que ter o lugar para morar em um povoado bem estruturado. Vamos construir casas e pavimentar as ruas, para não ter poeira na época de sol e lamaceiro quando chove. Isso melhora significativamente a qualidade da vida”, explica.

Ainda durante a reunião, o secretário Etinho Dias solicitou emendas para aquisição de novos equipamentos para as Unidades Básicas de Saúde (UBS) de Traipu. “Construímos novas UBSs, mas precisamos e queremos ir além. O cidadão traipuense já tem o atendimento médico. Agora queremos dar mais qualidade a esse atendimento”, afirma Etinho.

Também foram solicitados recursos para a construção de novos módulos sanitários. “Fizemos uma licitação e ainda neste ano serão construídos e entregues centenas de módulos sanitários. Queremos fazer ainda mais, porque isso afeta diretamente a vida do cidadão”, completa o secretário.

 

PACTO FEDERATIVO

A prefeita Conceição Tavares e o secretário Etinho Dias estão na capital federal participando da XVIII Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios. A atividade é organizada pela Confederação Nacional dos Municípios (CNM) e reúne mais de 7 mil prefeitos e secretários que buscam melhorias para suas cidades.

Neste ano, a discussão está em volta do novo pacto federativo. “O presidente Renan Calheiros se mostrou favorável a um novo pacto federativo, que beneficie mais os municípios. Isso é muito bom para o nosso município, para o povo de Traipu”, declara a prefeita Conceição. O novo pacto federativo propõe o repasse de mais recursos federais, o que vai permitir mais investimentos nos municípios.

Contra à reeleição

Na Marcha dos Prefeitos, em Brasília, o presidente da Confederação Nacional dos Municípios, Paulo Ziulkoski, apresentou uma pesquisa sobre reforma eleitoral.

Foram ouvidos 3.338 prefeitos e 49 gestores. Entre os pontos pesquisados, 80% se posicionaram contra a reeleição e 54% pelo mandato de cinco anos sem direito a reeleição. Quanto à coincidência das eleições, tem o apoio de 89%, ou seja, quase a unanimidade.

Pagou o pato - O ministro das Cidades, Gilberto Kassab, levou a pior, ao representar a presidente Dilma na Marcha dos Prefeitos. Gestores municipais hostis ao Governo ensaiaram uma vaia, que foi veementemente repelida pelo presidente da Confederação Nacional dos Municípios, Paulo Ziulkoski.

Temendo manifestações, o presidente em exercício Michel Temer (PMDB) não deu o ar da sua graça.

O tamanho da marcha – Dos 5.570 prefeitos brasileiros, 3,6 mil invadiram Brasília, engajados à 18ª Marcha Municipal. O evento, entretanto, não contou apenas com prefeitos. Até o final da tarde do seu primeiro dia estavam inscritos 6,7 mil participantes, entre vereadores, presidentes de partidos, parlamentares e assessores. De Pernambuco, marcaram presença 70 prefeitos, entre eles José Patriota, presidente da Amupe.
    

acesse>twitter@Bsoutomaior

E-mail Bernardinosm01@hotmail.com

 

 

Postado em 27/05/2015 às 16:14 por em Bernardino

Célia Rocha mobiliza equipe para ações do Governo Presente

O Governo Presente ocorrerá, simultaneamente, na Praça Luiz Pereira Lima (antiga Praça da Prefeitura), Parque Ceci Cunha e Planetário Municipal e Casa da Ciência.

Neste fim de semana, a prefeita de Arapiraca, Célia Rocha (PTB), esteve reunida, no Centro Administrativo Municipal, com secretários municipais e assessores do governo do Estado, a fim de ultimar os detalhes das ações conjuntas que serão realizadas durante o Governo Presente, nos próximos dias 29 e 30 deste mês de maio.

Além da prefeita Célia Rocha, estiveram presentes do secretário da Paz, Jardel Aderico, entre outros representantes do governo estadual.

O governador Renan Filho e o vice-governador Luciano Barbosa estarão presentes nos dois dias de atividades, juntamente com todo o secretariado e diretores de órgão públicos e autarquias, para levar uma série de serviços aos moradores de Arapiraca e mais 16 cidades da região.

O Governo Presente ocorrerá, simultaneamente, na Praça Luiz Pereira Lima (antiga Praça da Prefeitura), Parque Ceci Cunha e Planetário Municipal e Casa da Ciência.

acesse>twitter@Bsoutomaior

E-mail Bernardinosm01@hotmail.com

Postado em 27/05/2015 às 14:16 por em Bernardino

Claque festeja Renan Calheiros e xinga senadores de PT e PCdoB

Manifestantes também jogaram estrume em frente ao Congresso durante votação da MP 665

BRASÍLIA, urgente (27)  - Com sua articulação contrária à MP 665, o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), deixou de ser o vilão dos últimos tempos e teve alguns minutos de refresco ao ser ovacionado pelos manifestantes da Força Sindical, CSP e Conlutas que ocuparam as galerias do plenário do Senado. Quando substituiu o petista Jorge Viana (PT-AC) na presidência da sessão, foi festejado pela claque que gritava “Renan, Renan, Renan!”.

Depois de arriarem as calças no plenário e atirarem notas falsas de dólar com retratos da presidente Dilma Rousseff, do ex-presidente Lula e do ex-tesoureiro do PT João Vaccari Neto, desta vez os manifestantes despejaram esterco do lado de fora do Congresso durante a votação da medida que endureceu as regras do seguro-desemprego e do abono salarial.

Quando os manifestantes entraram, as máscaras da presidente Dilma Rousseff com chifres de capeta foram recolhidas pelos seguranças. Mas um dos seguranças disse que Renan mandou liberar as máscaras logo depois.

Veja Também

Dilma comemora aprovação no Senado de MP que altera seguro-desemprego e abono salarial
Senado aprova MP 665 que altera regras do seguro-desemprego e abono salarial
Após aprovação da MP 665, Paulo Paim anuncia que deve pedir licença do mandato
Presidente da CNI ironiza Levy: ‘Quer nosso pescoço agora?’

ADVERTISEMENT
No momento mais inflamado dos embates, quando os petistas subiram à tribuna para discursar, os manifestantes vaiaram e gritaram palavras de ordem: “Fora PT” e “PT, vai se ferrar, sua hora vai chegar”. Embaixo, no plenário, o deputado Paulo Pereira da Silva (SD-SP) fazia acenos para que se acalmassem. Renan então suspendeu a sessão, mas os manifestantes ficaram no plenário.

Publicidade

Depois da aprovação da MP, os manifestantes passaram a xingar os senadores governistas:

— Vocês do PCdoB são sem vergonha!! E os do PT são ladrões — xingavam os manifestantes.

Quando Renan mandou retirá-los, saíram cantando: “Você pagou com traição a quem sempre lhe deu a mão”. Também fizeram uma paródia de “Pra não dizer que não falei das flores”, com letra de xingamentos: “Dilma vai embora que o Brasil não quer você, e leva o Lula junto e os vagabundos do PT...”.

Fonte: O Globo. por Maria Lima e Fernanda Krakovics

acesse:twitter@Bsoutomaior

E-mail Bernardinosm01@hotmail.com



 

Postado em 27/05/2015 às 14:00 por em Bernardino

Seplag abre diálogo com categoria da Educação

Governo de Alagoas continua negociando com servidores públicos. Secretário Christian Teixeira tem expectativa de avanços nos resultados

A fim de avançar na melhoria da qualidade dos serviços prestados à população, o Governo de Alagoas, por meio da Secretaria de Estado do Planejamento, Gestão e Patrimônio (Seplag), deu continuidade, na última sexta-feira (25), ao processo de diálogos com servidores públicos. Desta vez, foram ouvidos representantes do Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Alagoas – Sinteal.

As demandas da categoria foram ouvidas pelo titular da pasta, Christian Teixeira. Na pauta, a revisão geral anual das remunerações dos servidores da educação em 13,01%; a inclusão de Plano de Cargos, Carreiras e Salários – PCCS da Educação na carreira de Secretários Escolares; a revisão da forma de cálculo do adicional noturno dos servidores de nível fundamental lotados na educação e a convocação dos candidatos classificados no último concurso realizado para educação, uma vez que existe carência na rede.

Teixeira ressaltou, contudo, que o Estado adota atualmente uma severa política de austeridade e ajuste fiscal, com o intuito de alcançar a redução de várias despesas, aliado a políticas para aumentar a arrecadação e receita, de modo a garantir o equilíbrio das contas públicas e o cumprimento da Lei de Responsabilidade Fiscal – LRF, para que o Estado possa atender todas as demandas e melhorar a situação de todos os servidores públicos.

O secretário comprometeu-se também a transmitir a demanda dos trabalhadores da educação ao Governador do Estado, Renan Filho, e ao Secretário de Estado da Educação, José Luciano Barbosa, para juntos encontrarem soluções cabíveis, levando em consideração a situação específica da Educação. Teixeira encaminhará também a pauta referente à revisão de cálculos para a Procuradoria Geral do Estado, a fim de obter as razões jurídicas de seu posicionamento.  “O desenvolvimento do Estado de Alagoas está na Educação”, reconheceu Christian ao considerar justo e digno o pleito dos educadores.

Na Mesa, ficou definida uma nova reunião para o início de junho/2015. Na ocasião, as pautas voltarão a ser discutidas, a fim de encontrar soluções, tendo em vista a melhor visualização da situação financeira do Estado. “Contem com a minha dedicação para lutar junto a vocês”, salientou Christian. Tenho certeza que iremos avançar”, concluiu o secretário.

acesse>twitter@Bsoutomaior

E-mail:Bernardinosm01@hotmail.com

 

 

 

Postado em 27/05/2015 às 11:29 por em Bernardino

Renan classifica como 'embuste' ajuste fiscal do governo Dilma

O vice- presidente Michel Temer sentindo que poderia ser vaiado, pediu a Kassab para representar o governo federal

Brasilia, urgente - O presidente do Senado, Renan Calheiros(PMDB), disse, há pouco, na Marcha dos prefeitos que o Congresso assumiu a bandeira do pacto federativo porque nem os Estados nem muito menos os municípios aguentam mais o perverso centralismo da União. Ele falou para mais de 3 mil prefeitos, sendo bastante aplaudido, enquanto o ministro da Cidades, Gilberto Kassab representando o governo Dilma, levou uma sonora vaia.

O vice- presidente Michel Temer sentido que poderia ser vaiado, pediu a Kassab para representar o governo federal. Da mesma forma que o presidente da Câmara, Renan assumiu o compromisso com os prefeitos de aprovar a PEC Mendonca, que obriga a União a apresentar as receitas para todas as novas responsabilidades da União.

O presidente do Congresso classificou de embuste fiscal o ajuste proposto pelo Governo, porque, no seu entender, prejudica fortemente os trabalhadores. Renan disse que o ajuste que o Governo deveria fazer era reduzir o tamanho dos ministérios e cortar cem mil cargos, que só oneram os cofres da União.

 Para Renan, o ajuste do governo que estabelece cortes duros no Orçamento, que segundo ele “penaliza o pobre, tributa a renda e o salário, penalizando também os municípios”. A declaração foi dada em discurso na solenidade de abertura da 18ª Marcha dos Prefeitos, pela revisão do pacto federativo. Renan afirmou que é fundamental que o Executivo “corte na carne diminuindo o tamanho do Estado” que conta com 39 ministérios e mais de cem mil cargos em comissão. “Trata-se de uma excrescência”, ressaltou Renan.

Segundo Renan, o centralismo do governo federal “é quase sádico, que cada vez mais quer abocanhar os recursos em detrimento dos estados e dos municípios”. Para o presidente do Senado, o centralismo “acaba no esvaziamento dos municípios mais pobres, que não tem receita própria”. Ele defende a inversão de papeis, com o fortalecimento do Poder Legislativo, e como consequência o fortalecimento da federação. “Só assim teremos uma relação mais harmônica e equilibrada”, avaliou.

O presidente Renan Calheiros lembrou ainda que o Parlamento fez a sua parte priorizando a aprovação de projetos que garantem a regularidade de recursos aos municípios, como a convalidação dos investimentos por incentivos fiscais e a partilha dos impostos do comércio eletrônico, que atualmente passa R$ 20 bilhões. Ele defendeu também a criação de um fundo para os estados e municípios e o uso dos depósitos de recursos judiciais e administrativos, já aprovado pelo Senado e aguardando tramitação na Câmara dos Deputados.

Postado em 27/05/2015 às 11:04 por em Bernardino

Mesmo com prefeito afastado pela Justiça, vice mantém secretariado de Flaubert Filho em Viçosa

Os secretários ainda de Flaubert Torres, são em a maioria irmãos, filhos e esposas dos atuais vereadores de Viçosa, aceitando assim o apadrinhamento e o Nepotismo em nossa cidade.

Já se passaram mais de 15 dias em que Viçosa teve o Prefeito Flaubert Filho(PLP) afastado por decisão da Justiça, porém o Prefeito em exercício, tucano, Manoel dos Passos Vilela (VÔ), mesmo sabedor da indignação da população, nada fez para substituir os atuais secretários.

Os secretários ainda de Flaubert Torres, são em a maioria irmãos, filhos e esposas dos atuais vereadores de Viçosa, aceitando assim o apadrinhamento e o nepotismo em Viçosa.

Muitos aguardavam uma posição diferente do Prefeito em exercício, já que por hora, é dele o mandato e poderia demonstrar um perfil diferente de administrar.

Saiba mais sobre afastamento

O primeiro dia de trabalho, segundo o tucano Vô foi tranquilo, não houve qualquer tipo de impedimento da sua chegada à prefeitura.

“Fui muito bem recebidos pelos servidores. O dia  foi tranquilo, sem problemas”, garantiu o novo prefeito.

Suas primeiras ações à frente da cidade serão de estudar a situação do município e se for necessário fazer um enxugamento da folha.

“Vou saber como está a situação financeira da cidade, conversar com os secretários e encontrar meios para que a gente possa regularizar o município”, assegurou o prefeito tucano Vô.

Quando questionado se já teria feito mudanças no secretariado, ele revelou que a equipe permanece a mesma.

“Não posso fazer qualquer mudança sem antes saber a realidade de Viçosa. Por enquanto os secretários serão os mesmos, mas, se houver necessidade farei mudanças”, confirmou Manoel Passos.

Manoel assumiu a prefeitura depois que Flaubert Torres Filho (PPL) foi afastado do cargo pelo recebimento de R$ 153 mil em diárias.

Conforme as investigações do Ministério Público Estadual, o prefeito afastado ordenou o pagamento de diárias para si na ordem de R$ 76.750,00.


acesse>twitter@Bsoutomaior

E-mail Bernardinosm01@hotmai.com
 

Postado em 27/05/2015 às 09:09 por em Bernardino

Fornecedor de cana envia torpedo em Paulão do PT

Denuciando que ele estaria inflamando MST invadir terra da usina Laginha em União dos Palmares.

Deputado Paulão

Agência Câmara

 Valeu a habilidade do presidente da Asplana, Lourenço Lopes, para a calma a turma dos fornecedores de cana irritados com o deputado Paulão(PT) que prometeu ir a reunião duas vezes na segunda e faltou. Lourenço foi rápido e pediu calma a turma que estaria hoje em Brasilia conversando com o presidente do Senado, Renan Calheiros que teria marcado uma audiência com ministro da Fazenda.

Joaquim Levy, deve comentar sobre  a liberação dos recursos da subvenção da cana para os produtores nordestinos.

“Estamos otimistas e agradecemos, mais uma vez, o apoio do senador Renan Calheiros”, declara Lourenço. Se liberada, a subvenção injetará R$ 180 milhões na economia nordestina. O programa prevê pagamento de R$ 12 por tonelada de cana, até dez mil toneladas por produtor.

Esse era o assunto que Paulão do PT iria conduzir para intermediar com os fornecedores de cana de Alagoas.

Não suportando mais, o fornecedor de cana Carlinhos Morais terminou enviando torpedo em cima do parlamentar petista: "não sei que o Paulão do PT vem fazer aqui?"

Segundo ele, o deputado estaria inflamando os trabalhadores do MST para invadir as terras do grupo João Lyra perto da Usina Laginha. " Isso é um  perigo, quem passa na rodovia Br314 perto da Laginha, observa a invasão e inclusive alguns comas residências cheia de gambiarras que é proibido pela Eletrobras, mas até agora por coincidência onde Paulão do PT foi eletricitário nada vez para impedir.

A turma do MST que circulam em União dos Palmares, está anunciando para breve uma chegada de dois ônibus de hiatianos para vim morar em Alagoas.

acesse> twitter@Bsoutomaior

E-mail Bernardinosm01@hotmail.com

Postado em 27/05/2015 às 07:35 por em Bernardino

Exclusivo:Mais alagoanos serão beneficiados com programas de distribuição de alimentos

Recursos do Fecoep asseguram recursos na ordem de R$11 milhões e 600 mil para o Programa de Sementes e R$ 6 milhões para o Programa do Leite

Diminui a mortalidade infantil. Gera emprego e renda. Garante pelo menos uma alimentação saudável às crianças em idade escolar. Os benefícios do Programa de Distribuição de Sementes e Leite são muitos. A Secretaria de Estado da Agricultura, Pesca e Aquicultura (Seapa) é a gestora.

O Fundo Estadual de Combate e Erradicação da Pobreza (Fecoep) é o responsável pelos recursos investidos. Eles possibilitam mais de 100 mil agricultores familiares receberem milho, sorgo, feijão e em breve arroz. Além de 80 mil beneficiados ganharem 1 litro de leite por dia, em todos os 102 municípios alagoanos.

De acordo com o secretário da Seapa, Álvaro Vasconcelos, mesmo com recursos oriundos do governo federal, os programas da pasta não existiriam sem a contrapartida estadual do Fecoep. “O Fundo tem uma importância muito grande. Por meio dele, beneficiamos famílias carentes, onde a renda é inferior a um salário mínimo. Crianças, gestantes, idosos, são os principais favorecidos, com as ações do Fecoep. Além de gerar emprego e renda para milhares de agricultores familiares alagoanos,” ressalta Vasconcelos.

Programa de Distribuição de Sementes

A finalidade do Programa de Distribuição de Sementes é possibilitar que o agricultor familiar possa vendê-las para aumentar a renda, além da economia de subsistência para ele e sua família, auxiliando inclusive, na segurança alimentar e diminuição de doenças. Para o ano de 2015, o governador Renan Filho autorizou a liberação de R$ 11 milhões e 600 mil procedentes do Fecoep.  Nessa etapa, foram sete lotes, o que corresponde a 965 toneladas de semente, entre feijão, milho e sorgo.

Para o superintendente de Desenvolvimento Agropecuário da Seapa, Hibernon Cavalcante, um dado muito relevante e que vem atendendo a premissa do chefe do Executivo é fazer mais, gastando menos. O fato explica a aquisição de 129 toneladas a mais do que em 2014, com o mesmo valor investido à época. 

“A maior diferença em relação ao ano passado é que o produtor vai receber mais sementes e poderá plantar numa área um pouco maior, do que no passado. A melhoria para o agricultor familiar começou através da escolha da licitação, que foi o pregão eletrônico. O que resultou em economia para o estado, em relação a certames anteriores. A licitação de antes era presencial,” explicou o superintendente.

Outra novidade é o processo licitatório para 200 toneladas de arroz (a previsão é licitar no mês de junho e entregar no início de agosto). “Todo esse recurso vem do Fecoep e vai beneficiar mais de 100 mil agricultores familiares. A quantidade de 2014, não chegou a 100 mil,” destacou Hibernon Cavalcante.

Funcionamento- Existe uma preocupação para que posteriormente o alimento sirva para um banco de sementes. Segundo o superintendente, a ação só é possível com um trabalho forte de assistência técnica. Diversos atores são parceiros e auxiliam na atividade. O maior responsável é o
Instituto de Inovação para o Desenvolvimento Rural Sustentável de Alagoas (Emater), em seguida vem às prefeituras.

As solicitações são as mais distintas. Vêm dos municípios, cooperativas, sindicatos, associações, indígenas, quilombolas. Cada beneficiário recebe um termo de entrega de sementes. “Esse termo consta dados como nome, CPF, endereço. Através da Emater fazemos a fiscalização e assistência técnica. Além das prefeituras municipais e as empresas de assistência técnica que os assentados contratam. É um trabalho de mutirão que envolve muita gente” disse Hibernon Cavalcante.

A maior parte das sementes vai para as regiões sertaneja e agreste. Os números são 40% para o sertão, 40% para o agreste e 20% para a Zona da Mata e Litoral. A prioridade, a pedido do secretário Álvaro Vasconcelos, é uma atenção especial aos movimentos sociais. A partir da abertura do processo, que foi em fevereiro, até a colheita, a previsão é de 12 meses de trabalho. 

 Programa de fomento da cadeia do leite

A bovino cultura de leite envolve aproximadamente 18 mil produtores (de todas as esferas) no estado.  Depois da atividade canavieira, é a segunda maior, em termos sociais. É a ação que se adequa ao clima, da região sertaneja e possibilita o trabalho com pequenos e grandes animais ovino caprino.

Após investimento com estrutura, na aquisição de caminhões, tanques, botijões, kits, sêmen, além da realização de capacitações. O programa de fomento da Cadeia do Leite de Alagoas possibilita melhorias do rebanho, avanço genético, progresso do manejo de pasto, garante toda a gestão do negócio ao produtor rural. Sempre visando à melhoria da produtividade, além da segurança alimentar.

No ano de 2015 será realizada a assistência técnica, por meio da metodologia “balde cheio”, através da gestão de propriedades. Ele funciona através da profissionalização de 400 produtores, que tem um contrato com o Sebrae até o final do ano, e recebem uma capacitação de forma intensiva. O programa vai receber recursos do Fecoep ainda esse ano.

Nos próximos dias está começando um programa, na qual a Emater vai capacitar 900 médios produtores, os recursos são oriundos do Ministério da Agricultura. Já uma chamada pública, em parceria com o Ministério do Desenvolvimento Social, vai contemplar 1300 agricultores, que também receberão assistência técnica da Emater. 

acesse>twitter@Bsoutomaior

E-mail Bernardinosm01@hotmail.com

 

Postado em 26/05/2015 às 21:12 por em Bernardino

Beltrão e Dantas tomam posse na nova diretoria da CNM

A presidente da entidade, Paulo Ziulkoski foi reeleito durante processo ocorrido em março deste ano.

A nova diretoria da Confederação Nacional de Municípios (CNM) para o triênio 2015-2018 foi empossada durante cerimônia ocorrida na XVIII Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios, no final da tarde desta terça-feira, 26 de maio. O presidente da AMA, Marcelo Beltrão e o Secretário Geral Jorge Dantas foram empossados como segundo secretário e terceiro vice-presidente, respectivamente.

A presidente da entidade, Paulo Ziulkoski foi reeleito durante processo ocorrido em março deste ano. 

Vídeos destacaram os antigos e os novos membros do colegiado e ressaltaram as conquistas obtidas e os desafios futuros foram mostrados.

A leitura e a assinatura do termo de posse ocorreram na ocasião, e o segundo secretário da nova diretoria, Marcelo Siqueira, falou em nome do grupo de trabalho. “Nós temos pela frente um grande desafio: manter o trabalho de luta abrilhantado por essa diretoria que nos deixa”, declarou. Ele também ponderou, por diversas vezes, “a solução do nosso país está no municipalismo”.

A CNM é a maior entidade municipalista da América Latina. Representa os municípios brasileiros em diversos organismos e associações internacionais, tais como a Federación Latinoamericana de Ciudades, Municipios y Asociaciones de Gobiernos Locales (Flacma) e a Organização Mundial de Cidades e Governos Locais Unidos (CGLU).

A eleição da nova diretoria da CMN ocorreu em Brasília, onde está se realizando a 18ª Marcha dos Prefeitos em Defesa dos Municípios.

acesse>twitter@Bsoutomaior

E-mail Bernardinosm01@hotmail.com
 

Postado em 26/05/2015 às 16:56 por Blog do Bernardino em Bernardino

João Tenório recebe no Senado o diploma José Ermírio de Moraes

Sessão especial realizada nesta terça-feira foi presidida pelo senador Renan Calheiros

Agência Senado

Entre Renan e Teotonio Vilela, empresário João Tenório exibe a comenda recebida no Senado

O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), presidiu, nesta terça-feira (26), a sessão de entrega do diploma José Ermírio de Moraes. O prêmio recebe o nome do empresário do Grupo Votorantim, José Ermírio de Moraes, que também foi senador de 1963 a 1971. Esta é a sexta edição do diploma, conferido anualmente pelo Senado a empresários e empresas que se destacam no Brasil.

“O que os distinguem a ponto de merecer as homenagens é a capacidade de empreender, de identificar oportunidades, agregando valor ao seu negócio, gerando empregos e colaborando para o desenvolvimento socioeconômico do nosso país. Todas essas virtudes podem ser resumidas na palavra empreendedorismo, que se constitui na força motriz do crescimento econômico. A cada ano, com esse diploma, estamos valorizando aqueles que creem na força do trabalho, na livre iniciativa e na determinação de ver o Brasil melhor,” definiu Renan.

Os homenageados foram os empresários Albano Franco, Carlos Alberto Sicupira, Armando Monteiro Filho, João Tenório e Nevaldo Rocha, que foi representado pelo filho, Flávio Gurgel Rocha. Além dos cinco agraciados, recebeu a homenagem, in memoriam, o empresário Antônio Ermírio de Moraes, filho de José Ermírio de Moraes, que dá nome ao prêmio. Antônio Ermírio morreu em agosto do ano passado. O diploma foi entregue ao neto dele, Armando de Queiroz Monteiro Bisneto.

A homenagem a João Tenório levou muitos alagoanos para o Senado, ontem. Rui Palmeira, Téo Vilela, Pedro Robério Nogueira, Elias Vilela, José Ribeiro Toledo Filho, Guilherme Palmeira, Everaldo Alves, Fernando Farias, João Caldas, Fernanda Viela, Jorge Toledo e Humberto Martins, entre outros, foram abraçar o empresário.

O presidente do Senado falou sobre cada um dos homenageados.

Antônio Ermírio de Moraes – “Foi um daqueles homens, que inspirados no empreendedorismo de seus antecedentes, se firmaram como grandes homens de negócios e que, a partir do que receberam, expandiram ainda mais seus interesses comerciais. Assim foi a atuação de Antônio Ermírio na presidência do Grupo Votorantim, cujas empresas empregam mais de 60 mil funcionários em diversas áreas.”

Albano Franco – “O ex-senador e governador integra uma das mais importantes famílias de Sergipe, com intensa participação na política e na economia do Estado. Como seu avô, na época em que foi governador de Sergipe, se tornou o responsável pela construção das principais rodovias que cortam seu território e pelas adutoras que abastecem de água, ainda hoje, toda sua população.”

Carlos Alberto Sicupira – “Sua liderança no setor industrial brasileiro, no ramo de bebidas, é inconteste e fez com que seu renome ultrapassasse fronteiras. Juntamente com seu grupo empresarial controla ainda o segmento de varejo que conta, atualmente, com mais de 700 estabelecimentos de venda por todo o Brasil. Quero salientar, porém, em relação a Sicupira, seu apoio a iniciativas que objetivam a melhoria da gestão pública. Exemplo dessa atividade é Fundação Estudar dedicada a fomentar o desenvolvimento de lideranças.”

Nevaldo Rocha – “O criador e líder do Grupo Guararapes é outro homenageado com o diploma José Ermírio de Moraes. Nevaldo iniciou suas atividades em 1956, a partir da instalação de uma pequena fábrica na cidade do Recife. A aquisição das lojas Riachuelo, anos depois, foi mais um passo rumo à expansão de seu grupo empresarial que hoje contabiliza cerca de 270 lojas nas quais mais de 24 mil funcionários emprega. Sua incursão na construção de um grande shopping em Natal e na criação e administração da maior carteira de cartões de crédito do varejo nacional nos dá também a noção de sua determinação de crescer, de empreender.”

Armando Monteiro Filho – “Pelo seu desempenho no empreendedorismo nacional, temos a honra de lhe conferir o diploma José Ermírio de Moraes. A sua notável trajetória política foi um caminho paralelo que trilhou durante toda sua vida, desempenho e exemplo que transferiu para sua descendência. Prova é a carreira empresarial e política que tem também seu filho, Senador Armando Monteiro Neto, de quem temos orgulho de sermos colegas aqui, no Senado Federal e no Congresso Nacional.”

João Tenório – “Com o desejo de cooperar com o desenvolvimento de Alagoas, João Tenório ocupou diversos cargos tanto no Sindicato da Indústria do Açúcar e do Álcool de Alagoas, como na Cooperativa Regional dos Produtores de Açúcar e Álcool de Alagoas. Aqui, no Senado, tivemos a satisfação de tê-lo como colega, sempre apresentando e apoiando projetos que melhorassem as condições de crescimento da nossa economia e que também valorizassem o suor dos trabalhadores.”

O presidente Renan Calheiros fez questão de, juntamente com o ex-governador de Alagoas, Teotonio Vilela Filho (2007/2014), entregar a placa e o diploma ao conterrâneo João Tenório. Quando senador, o empresário foi o autor do projeto de resolução que criou o diploma José Ermírio de Moraes.

A escolha dos premiados foi feita pelo Conselho do diploma José Ermírio de Moraes, presidido pelo Senador Douglas Cintra (PTB-PE) e composto pelos Senadores Eunício Oliveira (PMDB-CE), Delcídio do Amaral (PT-MS), Tasso Jereissati (PSDB-CE), Fernando Bezerra Coelho (PSB-PE), Acir Gurgacz (PDT-RO), Blairo Maggi (PR-MT), Otto Alencar (PSD-BA), José Agripino (DEM-RN), Ciro Nogueira (PP-PI), José Medeiros (PPS-MT), Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM), Randolfe Rodrigues (PSOL-AP), Eduardo Amorim (PSC-SE) e Marcelo Crivella (PRB-RJ).

acesse>twitter@Bsoutomaior

E-mail Bernardinosm01@hotmail.com

 

Postado em 26/05/2015 às 15:14 por em Bernardino

Renan garante votação do ajuste nesta semana

O presidente do Senado classificou como "importante" e "inevitável" o contingenciamento anunciado pelo governo de cerca de R$ 70 bilhões ao orçamento.

Brasilia, urgente (26) - O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), garantiu, hoje, que a Casa vai votar esta semana as três medidas provisórias que tratam do ajuste fiscal que está em plenário. As MPs 665, 664 e 668 perdem a validade na segunda-feira que vem, dia 1º de junho. Na chegada ao Senado, contudo, o peemedebista – que está em atrito com a presidente Dilma Rousseff – voltou a criticar a forma como o ajuste tem sido feito pelo governo federal.

"Dá sim (para votar as MPs). Vamos votar hoje pelo menos duas, a outra amanhã, mas o fundamental é que vamos fazer o dever de casa, apreciar as medidas provisórias sem prejuízo de dizer que este ajuste continua equivocado, na contramão, e está aumentando o desemprego e a recessão, a diminuição da massa salarial. Nós não temos crédito e o Brasil está pagando um duro preço e nós temos que acenar no sentido de que essas coisas se invertam rapidamente", afirmou.

O presidente do Senado classificou como "importante" e "inevitável" o contingenciamento anunciado pelo governo de cerca de R$ 70 bilhões ao orçamento. Mas reforçou que o ajuste do governo não pode se dar cortando direitos trabalhistas e previdenciários e, sim, tem de ser completo, com começo, meio e fim. Ele defendeu que mais eficaz do que o contingenciamento seria a extinção de ministérios e cargos em comissão do governo.

Questionado se o Congresso não poderia aprovar a emenda constitucional para diminuir o número de ministérios, Renan concordou. Mas considerou que o ideal - "isso pegaria muito bem para o País" – é que o governo tomasse a iniciativa. "Você cortar o orçamento mantendo 39 ministérios é uma coisa que não parece consequência de um processo lógico", destacou.

Apesar das críticas à forma de condução do ajuste, Renan defendeu a permanência do ministro da Fazenda, Joaquim Levy. Para ele, o ajuste está no caminho errado e o papel do Senado é "qualificar" o pacote de melhoria da economia. "Há um consenso com relação à necessidade do ajuste, mas há um dissenso com relação a qual ajuste o Brasil deva fazer. Essa que é a grande discussão", avaliou.