Postado em por Blog do Bernardino em BlogBernardino


Lideranças e trabalhadores promovem ato prol Aécio em Palmeira dos Índios

“Estamos unidos e vamos consolidar a vitória do presidente Aécio Neves aqui em Palmeira dos Índios” confirmou, o médico Emílio Silva

Palmeira dos Indios agitou com a onda azul do Aécio Neves

Vários segmentos da sociedade Palmeira dos Índios promoveram neste sábado (25) um ato prol Aécio Neves para reforçar o apoio e a importância de suas propostas para mudar o Brasil. O “adesivaço"” aconteceu na Praça do Açude, centro da cidade e abordou motoristas e pedestres que passavam pelo local.

“A adesão foi a melhor possível, principalmente em função da grande procura por adesivos e outros matérias de campanha. Estamos convictos de que cumprimos o nosso papel cidadão e democrático” destacou comerciante Ivisson Machado. “Aqui é também uma forma de protestar contra os desmandos e o desgoverno praticado pelo PT” emendou outro militante.

O movimento voluntário e espontâneo contou com a participação dos vereadores Júlio Cezar(PSDB) e Márcio Henrique(PPS), médicos, comerciantes, o ex-deputado e médico, Fernando Duarte(DEM), empresários, taxistas, mototaxistas, donas de casa, profissionais liberais, professores, entre outros, que foram as ruas numa verdadeira militância cidadã contra a corrupção, desemprego, recessão, precariedade nas áreas da Educação, Saúde e Segurança.  

“Estamos unidos e vamos consolidar a vitória do presidente Aécio Neves aqui em Palmeira dos Índios” confirmou, o médico e ex-deputado estadual Emílio Silva. Já o ex-deputado Fernando Duarte, que também participou da mobilização também não esconde o otimismo: “As pesquisas mudaram e se mostram favoráveis ao presidente Aécio” reforçou Duarte.

acesse>twitter@Bsoutomaior

Email:Bernardinosm01@hotmail.com

 

 

 


Exibir comentários

Postado em por Blog do Bernardino em BlogBernardino


Ao lado de Ronaldo Fenômeno, Nonô diz que debate "foi goleada de Aécio"

O PT da Bahia a Maranhão compareceu como convidado no debate da Globo, registrou-se apenas a ausência de um representante de Alagoas.

Nonô e Ronaldo Fenômeno

Divulgação

Nos bastidores do último debate da TV Globo, nenhum aliado do PSDB mostrou-se mais à vontade que o PSB. Dividiram espaço na plateia com os tucanos o conselheiro Walter Feldman, Paulo Câmara, governador eleito de Pernambuco, e Beto Albuquerque, candidato a vice da ex-senadora Marina Silva. Albuquerque vibrou cada vez que Aécio Neves deixou a presidente-candidata Dilma Rousseff desconsertada.
 Ao final, tiraram fotos e fizeram selfies. De bom-humor, Aécio disse que, se tudo der errado, "se mudará para Porto de Galinhas", em Pernambuco, Estado reduto do PSB.
O vice-governador Thomaz Nonô assistiu todo debate ao lado do jogador Ronaldo Fenômeno vibrando  com o desempenho do senador mineiro Aécio Neves.

Divórcio - Albuquerque disse ao site de VEJA que não fala com Roberto Amaral, destronado da presidência do partido, desde que o pessebista-lulista rompeu a aliança feita entre seu partido e o PSDB. "Se ele tiver o mínimo de senso, muda de partido", afirmou.

Goleada - Com a companhia do fenomenal Ronaldo, o coordenador da campanha de Aécio,Thomaz Nonô ao final do debate, disse "vi a goleada de Aécio Neves na Dilma." Partida inesquecível na minha vida, destino do Brasil em jogo.

Outro alagoano - O deputado federal JHC, o mais votado desta eleição, foi o único alagoano da nova bancada a comparecer a um debate de Aécio e Dilma. Ele foi representando o seu partido Solidariedade

Esqueceram de mim - O PT da Bahia a Maranhão compareceu como convidado no debate da Globo, registrou-se apenas a ausência de um representante de Alagoas.

Tão longe, tão perto - A candidata derrotada à Presidência Marina Silva não compareceu ao debate porque viajou para o Acre nesta sexta-feira para votar no domingo. Ao final do evento, Aécio perguntou a Beto Albuquerque (PSB) como estava a aliada. "Ela está bem?". O deputado gaúcho assentiu e disse que o partido organizou a ida de Marina mais cedo a Rio Branco para que ela pudesse acompanhar o debate pela TV.  

Conciliadores - Os dois únicos petistas que cruzaram a fronteira para cumprimentar tucanos foram o governador da Bahia, Jaques Wagner, e o ministro José Eduardo Cardozo. 

Embarque – O ex-prefeito paulistano Gilberto Kassab, do PSD, também integrou a comitiva petista.

Guerrilheira - Jaques Wagner, que tem comparecido assiduamente aos debates presidenciais, desta vez inovou no visual. Debaixo do paletó, vestia uma camiseta vermelha com o rosto de Dilma estampado. O retrato da presidente é de quando ela foi presa durante a ditadura.

Papo de banheiro - Em rápida escapada, o senador eleito José Serra (PSDB) encontrou Jaques Wagner no banheiro, durante o intervalo do segundo bloco do debate. Conversaram por alguns instantes. 

Tempo! – A benevolência do mediador do debate, William Bonner, com os dois candidatos quando extrapolaram o tempo de respostas foi constante alvo de críticas da plateia. O senador eleito pelo PSDB no Ceará, Tasso Jereissati, repetiu três vezes: "Já acabou, já acabou, já acabou", quando Dilma estourou seu tempo. Em outra resposta, quando Aécio esgotou o cronômetro, os petistas começaram a falar alto para silenciar o tucano.

Melhor que novela - Diretores da TV Globo celebraram ao final do debate a audiência, cujo pico foi de 31 pontos – recorde entre todos os debates feitos este ano e mais do que a novela Império.

Na conta do PT - Quando deixava o estúdio da Rede Globo, Aécio Neves se deparou com uma foto da Avenida Faria Lima, em São Paulo, repleta de manifestantes pró-PSDB. Beto Albuquerque, animado, disse: "Está vendo o que você está fazendo em São Paulo?". Aécio seguiu o tom bem-humorado: "Eu não. É ela!", disse, referindo-se à adversária petista.

Torcida - “Foi o melhor debate do Aécio”, avaliou o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin. “Ele foi bem mais objetivo”, acrescentou Serra. “Tentar tirar proveito político de uma seca que atingiu duramente parte da Região Sudeste foi injusto e desrespeitoso”, criticou.

Retranca- O coordenador da campanha de Dilma no Rio de Janeiro, o vice-prefeito da capital, Adilson Pires (PT), torceu por um debate “nada ofensivo”. Segundo ele, terminar no empate seria bom.

Tática – Um dos alvos preferenciais de Dilma, o economista Armínio Fraga, pré-nomeado ministro da Fazenda se Aécio for eleito, afirmou que a tática petista é meramente “tirar do foco o fracasso da política econômica”'. Disse: “A tática deles é desviar a atenção da inflação alta e do investimento baixo”.
 
Teflon - O vice-presidente da República, Michel Temer, avalia que o escândalo de corrupção da Petrobras não interfere na decisão do eleitor na hora do voto. "Não acho que a questão da Petrobras tenha influência eleitoral, embora ninguém negue que tenha de ser apurado", afirmou. 

Telhado de vidro – Enrolado com sucessivas denúncias de corrupção, o ex-ministro do Trabalho Carlos Lupi (PDT) sentou-se na segunda fileira de convidados de Dilma. Sobre uma possível volta ao governo, prognosticou: "Se eu voltar vocês me matam", disse a jornalistas. (Ana Clara Costa, Talita Fernandes e Daniel Haidar).

Presente - O jornalista José Natal, assessor do Ministro do Turismo, alagoano Vinicius Lages esteve presente ao último debate de Dilma com Aécio.

acesse>twitter@Bsoutomaior

Email:Bernardinosm01@hotmail.com
 


Exibir comentários

Postado em por Blog do Bernardino em BlogBernardino


Ministro Vinicius Lages confia na capacidade de Renan Filho transformar Alagoas

Vinicius Lages falou em entrevista exclusiva sobre as expectativas para o novo governo de AL

Ministro alagoano conquistou a simpátia da presidente Dilma

José Natal

O alagoano Vinicius Lages, Ministro de Estado do Turismo, assumiu o posto durante a última reforma ministerial em março deste ano, parte de uma escolha técnica da Presidenta da República, Dilma Roussef, por indicação do PMDB, em especial do presidente do Senado, Renan Calheiros.

Vinicius Lages é engenheiro agrônomo e tem doutorado na Franca em sócio-economia do desenvolvimento. Com 57 anos, 14 deles vividos em Brasília, onde atuou como gerente em diversas áreas do Sebrae Nacional, após ter sido Diretor Técnico do Sebrae Alagoas. Desde cedo, como bom nordestino, preparou-se para enfrentar as eventuais adversidades, e foi assim que assumiu a pasta no período pré Copa do Mundo, quando havia dúvidas dentro e fora do país sobre capacidade do Brasil realizar o mega evento.

Com um estilo de gestão empreendedora e inovadora que lhe é característico, arregaçou as mangas e com conhecimento do setor pode conduzir as ações do Ministério em apoio ao turismo. Os resultados se comprovam na apreciação dos quase 1 milhão de turistas de outros países que vieram. Destes, 95% afirmaram que voltariam ao Brasil ou recomendariam o Brasil como um destino turístico memorável. O ganho de imagem do país foi comprovado em sua última missão internacional aos Estados Unidos, onde foi entrevistado pelos principais veículos da mídia americana incluindo a Bloomberg TV, CNN e New York Times.

Apesar da atribulada agenda por todo o país, o ministro esteve sempre presente em Alagoas, onde apoia obras estratégicas de infraestrutura em apoio ao desenvolvimento do turismo no estado.

Engajou-se na campanha da reeleição da Presidenta Dilma e, em Alagoas, na do governador eleito Renan Filho, em quem confia na capacidade de transformar Alagoas.

Como preparação para o novo ciclo de desenvolvimento do turismo brasileiro, trabalha junto ao trade turístico numa agenda estratégica que envolve ações de marketing, de qualificação, de apoio a inovação, de atração de investimentos, além da ampliação e melhoria da infraestrutura turística. Outra área de atenção especial é o ambiente de negócios e o marco regulatório das atividades turísticas. A experiência adquirida no Sebrae o credencia para as teses que defende sobre o reposicionamento do turismo na agenda econômica do país, tornando o setor, assim como outros setores de serviços, eixos estratégicos da competitividade da economia brasileira.  

 

Vinicius Lages concedeu esta entrevista exclusiva para o Blog do Bernardino:

  

1. A Copa do Mundo contribui para melhorar a posição do Brasil no ranking de turismo mundial, onde estamos distantes dos primeiros colocados?

A agenda de desenvolvimento que se cria com uma Copa do Mundo é uma oportunidade histórica para orientar ações urbanas, esportivas, ambientais, culturais e sociais. Experimentamos uma Copa histórica, de recordes para o setor, e agora o que temos pela frente são novas perguntas, que exigem de nós outras respostas. Isso significa que os avanços induzidos pela Copa do Mundo não nos conformam, pelo contrário, eles nos mostram que é possível querer mais, trabalhar mais, inovar mais. Os benefícios desse investimento contínuo nós já estamos colhendo em imagem, reputação e no número crescente de visitantes que planejamos captar agora, no pós-Copa. O Brasil pode ser um dos principais destinos turísticos do mundo e ter no turismo um dos eixos mais dinâmicos de sua economia, gerando emprego, renda e divisas.

 

2. Em um mercado mundial altamente competitivo, quais são os grandes desafios para o turismo doméstico?

O turismo doméstico tem crescido historicamente em percentuais mais robustos que a economia brasileira. O momento presente é uma excelente oportunidade para transformar o setor de viagens na nova fronteira do desenvolvimento no Brasil, como foi a agricultura em décadas passadas. Para isso, no entanto, temos de desatar alguns nós, criar um ambiente de negócios mais favorável, com marcos regulatórios amigáveis, linhas de crédito mais acessíveis e uma promoção mais agressiva em sinergia com a iniciativa privada. Estamos trabalhando na estruturação desse novo ciclo do turismo. Essa é a nossa prioridade. Por sermos um país continental, temos um grande desafio logístico que vem sendo enfrentado com a expansão dos aeroportos e da aviação regional. A conectividade aérea vai tornar estes pais continente mais integrado turisticamente, não apenas para o mercado doméstico, mas com o mundo.

 

3. O legado da Copa pode ser uma ajuda relevante para um país que se prepara para as Olimpíadas?

A organização da Copa do Mundo e a intenção de retorno manifestada por 95% dos visitantes estrangeiros revelou para o mundo o que profissionais e gestores do turismo brasileiro já sabiam: temos vocação e sabemos realizar grandes eventos. O legado de infraestrutura e de imagem da Copa abrem um horizonte promissor ao Brasil. A melhora da sinergia entre os setores público e privado, o aperfeiçoamento do ambiente de negócios e a qualificação da mão de obra são os ingredientes que precisam ser adicionados nessa mistura para transformarmos esse horizonte em realidade. Eu tenho certeza que sairemos dos Jogos Olímpicos com uma nova e mais poderosa imagem de destino turístico mundial, e com brasileiros cada vez mais apaixonados pelas maravilhas de seu próprio país. Defendo que 2016 seja declarado o ano olímpico do turismo brasileiro. Isso significa potencializar a oportunidade de termos os jogos aqui, mas ampliando este calendário ao longo de odo o ano, e envolvendo todas as regiões do país. Podemos realizar eventos, feiras, congressos e outras iniciativas geradoras de fluxo turístico, aproveitando temas relacionados aos esportes, saúde, bem estar, enfim, ao “espirito olímpico”. Sendo um dos maiores produtores de alimentos no mundo, o Brasil pode aproveitar 2016, começando já em 2015 com a Expo Milão, para mostrar ao mundo nossos biomas, a forca do agronegócio, de nossa gastronomia, vinculando tudo isso ao tema esportes, bem estar e saúde.

 

4. O que se pode esperar daqui pra frente? Onde o governo federal vai investir para alavancar o turismo neste novo “ciclo”?

Eu diria que a Copa do Mundo consolidou o empenho do governo federal por mais qualidade no setor. O que estamos vivenciando agora é um momento importante, decisivo: é o que nós do governo federal estamos chamando de “terceiro ciclo” do turismo nacional, um momento para realinhar os rumos institucionais e investir em renovação, inovação, em um novo marco regulatório para as atividades turísticas. Temos um cenário de econômico e de consumo totalmente transformados, além de um novo perfil de turista, que impõe a quebra de paradigmas para empresas, governos e destinos.

Eu diria que o foco está em diretrizes como a busca pela inserção do turismo na agenda econômica; a conectividade aérea, marítima, fluvial e terrestre; as parcerias intersetoriais estratégicas e a reaproximação da iniciativa privada e governos locais; a mudança no modelo de investimento; o novo olhar sobre educação e qualificação no setor e a abertura para novos mercados e negócios. Identificamos cinco macro-ambientes ou plataformas de negócios para acelerar o crescimento do turismo brasileiro. As Orlas, que hoje estão submetidas a restrições de implantação de empreendimentos turísticos, como marinas, piers, resorts, terminais de passageiros para turismo náutico, etc. Se revermos parte da legislação restritiva que temos hoje poderemos ter bilhões de reais de investimentos geando riqueza e renda e pondo o Brasil no circuito global do turismo náutico, além de aproveitar trechos de relevante interesse turístico, hoje condenados pelo impedimento restritivo e abusivo para implantação de empreendimentos turísticos no litoral. Outras duas plataformas são os parques nacionais e as cidades históricas. Para exemplificar, os parques nacionais no Brasil são visitados por cerca de 6 milhões de pessoas, a maior parte disso concentrado em Foz do Iguaçu, Fernando Noronha e Floresta da Tijuca. Nos Estados Unidos os parques recebem 240 milhões de visitantes anualmente! Nas cidades históricas testemunhamos a destruição da memória, do patrimônio construído, pelo excesso de zelo e de uma visão restritiva de como podemos desenvolver esses sítios históricos com inovações e investimentos, sem prejuízo da proteção de nosso acervo. No mundo inteiro o novo convive com o antigo, prédios da Idade Media são ladeados por edificações contemporâneas, modernas, adequando estes espaços para o presente. As duas outras plataformas são os centros de ventos, ou os espaços construídos para a realização de feiras, eventos, parques e arenas esportivas, e os Parques Temáticos. Temos portanto um estoque de riqueza potencial nestas plataformas que pode ser objeto de medidas jurídicas adequadas, criando um novo ambiente de negócios para o truísmo brasileiro. É pouco razoável não aproveitarmos este potencial neste novo ciclo que propormos. Esperamos criar consensos neste sentido para que o Brasil possa efetivamente se transformar uma potência turística, como foi possível com o agronegócio em poucas décadas.   

 

5. E em matéria de turismo em Alagoas, quais são os principais desafios e prioridades do setor?

Creio que a conectividade aérea deve ser encarada como uma prioridade. Ou seja, ampliar o número de voos e sua frequência, vai ter impactos no fluxo turístico como também baratear as passagens. Quanto mais voos mais fácil trabalhar pacotes integrado com a região Nordeste e Sudeste, hoje nossos principais mercado.

Mas temos desafios estruturais relacionais a baixa escolaridade e qualificação de nossa mão de obra. A economia de serviços requer novas competências, habilidades. Alagoas tem ainda que enfrentar problemas do Século XX, tendo que avançar na agenda do Século XXI. A infraestrutura turística, com a integração logística a partir da duplicação da AL 101 Sul e Norte, o saneamento que intercepte o esgoto que hoje polui e fere nossas praias azul turquesa, a implantação de centros de eventos para enfrentarmos a sazonalidade, a interiorização desses serviços e equipamentos, integrando Delmiro Gouveia, Arapiraca, Paripueira, Penedo, Marechal Deodoro, a Serra da Barriga, Maragogi e o belo litoral Norte, por exemplo. Tenho encontrado cada vez mais prefeitos alagoanos que colocaram o turismo em suas agendas estratégicas, integrando-o a economias de seus municípios. Esta integração é importante pois aproveita o potencial dos demais setores para gerar fluxo turístico, além da produção artesanal, cultural e de alimentos. Alagoas tem no seu patrimônio natural e cultural seus principais atrativos turísticos. Mas temos que diversificar e depender menos do sol e praia, ampliando os nexos com os demais setores, realizando eventos, reduzindo a sazonalidade.    

 

6. Qual a sua avaliação da experiência como ministro?

É uma honra poder servir o país na condição de ministro de Estado. Representar Alagoas torna este desafio ainda mais importante, pois como sou um apaixonado por meu estado, sempre trabalhei para fortalecer a imagem de que temos competência, gente do bem, somos capazes de dar uma contribuição ao país, como diversas lideranças empresariais, intelectuais, artísticas e politicas o fizeram ao longo do tempo. O bom de poder estar nesta posição é poder ajudar o Brasil a entrar num novo ciclo de desenvolvimento turístico. Vivo intensamente e construtivamente a relação que tenho construído com o setor privado (trade turístico), com meus pares de governo, com os secretários de turismo dos estados e municípios. Um novo Brasil turístico está se desenhando e me sinto feliz de estar protagonizando, com essa rede que mencionei, este processo.

 

7 -A relação com o PMDB “amadureceu” após a escolha do seu nome para o ministério?

Amadureceu muito. O partido tem quadros excepcionais e grandes e bons atores da política nacional, por mais de 4 décadas. Não sou filiado ao partido, mas cada vez mais admiro suas lideranças, em especial o vice-presidente Michel Temer, o presidente do Senado, Renan Calheiros, e o conjunto do quadro do partido envolvendo governadores, prefeitos, deputados e senadores. O PMDB tem uma longa história de contribuição ao país que infelizmente nem sempre tem o reconhecimento que merece. Tem sido sócio majoritário das principais conquistas das últimas décadas (redemocratização, estabilização econômica, inclusão social), mas nem sempre recebe o devido reconhecimento. Particularmente, o que também é opinião recorrente dentro do partido, o PMDB pode ser mais ousado em 2016 e sobretudo em 2018, se posicionando de forma mais destacada mirando a presidência da República. Podemos ter ações mais programáticas, mais claramente identificadas e alinhadas com as teses do partido. Conversei sobre isso recentemente com lideranças do partido. Estamos numa correlação de força vencedora em várias eleições, hoje participando diretamente do governo da presidenta Dilma, e podemos tornar mais explicito o recorte específico do partido nas contribuições ao desenvolvimento do país. Por exemplo, no campo do desenvolvimento do turismo, como vimos fazendo, mas também no desenvolvimento da infraestrutura, das cidades, do agronegócio.

Sobre a relação com o partido, a liderança do presidente do Senado Renan Calheiros nos ajudou na construção de pontes com o Congresso e com as lideranças do partido. Tenho tido relação fluida, construtiva com todo o partido e tomado gosto por essa atividade mais política. Mas tenho boa relação com todos os partidos pois os interesses do turismo envolvem um amplo espectro partidário. Como tenho o perfil mais executivo e técnico, precisava encurtar a curva de aprendizagem no campo político, o que felizmente esses 6 meses de gestão facilitaram. Acredito que é preciso ter essa compreensão de que Ministro de Estado, apesar do necessário perfil técnico e executivo, precisa ter também capacidade política, jogo de cintura, manter o bom diálogo, conviver com as diferenças, ser capaz de fazer política, pois a ação do Ministério é também e, sobretudo, de desenho e implementação de políticas, de construção de convergências e por vezes, de consensos, sobre os quais se exige muita sabedoria política.

 

7. O senhor pretende voltar a Alagoas para assumir algum cargo público?

Meus planos são de voltar para Alagoas em 2022, mas sou um bom soldado e sempre aceito desafios novos e que possam contribuir com nosso estado. Quero poder voltar a fazer isso em alguma fase futura, mas creio que Alagoas pode ter minha contribuição aqui mesmo no Governo Federal, neste ou em outros desafios.

 

8. Com a eleição de Renan Filho, quais as perspectivas do novo governo de Alagoas? Entendo que a escolha de Renan Filho para comandar o estado foi muito positiva para Alagoas, uma escolha acertadíssima. Tenho dito ao Presidente Renan Calheiros que estou à disposição para continuar contribuindo com Alagoas, independentemente de estar ai ou aqui, espero poder contribuir diretamente com o governo Renan Filho. Alagoas pode ser um dos melhores lugares do mundo não apenas para se investir, visitar, mas sobretudo para se viver.

 

9. O senhor está há 14 anos em Brasília, grande parte como gerente de áreas estratégicas do Sebrae. O que sua experiência executiva traz como contribuição para a gestão pública?

O Sebrae faz parte do chamado Sistema S, e tem características muito próximas do setor privado. É orientado para resultados, tem quadro técnico de alto nível, requer uma gestão empreendedora, inovadora e com altos padrões de eficiência. A instituição tem capilaridade nacional o que nos permite ter conhecimento de todo o pais. Por ter atuado em todo junto a todos os estados da Federação e ter essa experiência inclusive no campo das relações internacionais, isso me ajuda muito a enfrentar os desafios da gestão pública. Tenho tentado imprimir o mesmo ritmo do Sebrae aqui na gestão pública e felizmente tenho encontrado grande receptividade nos servidores e na equipe que montamos para dar conta dessas inflexão. Claro que enfrentando as limitações próprias do setor público, mas a agenda de mudanças que construímos e pactuamos com o Conselho Nacional de Turismo está avançando e espero ter as entregas feitas até o final desta gestão.

 

10. Como é a sua relação com a presidenta Dilma Rousseff?

Muito boa. A Presidenta é uma líder que impressiona pela determinação, compromisso com a agenda de transformações do pais, capacidade de trabalho. Desde o convite, e em distintas ocasiões, o diálogo tem sido sempre estimulador e motivador. Tenho recebido o reconhecimento pelas contribuições ao sucesso da Copa, pela agenda de políticas para o novo ciclo que estamos implementando, além das práticas de gestão pública ajustadas ao contexto em que vivemos. Admiro a cultura geral e técnica da Presidente, o conhecimento profundo dos desafios do país. A postura seria que normalmente é veiculada pela mídia, esconde uma face mais descontraída, bem humorada e informal que em certos momentos desse convívio pude testemunhar. Trata-se de um ser humano de uma alta densidade existencial e preparada, em todos os sentidos, para liderar um país complexo como o Brasil, que definitivamente não é para amadores.  

acesse>twitter@Bsoutomaior

Email:Bernardinosm01@hotmail.com

 

 


Exibir comentários

Postado em por Blog do Bernardino em BlogBernardino


Célia Rocha: economia e comemoração

O anúncio de redução dos salários de seus secretários e o seu mesmo também, parece ter dado novo ânimo a gestão da prefeita Célia Rocha.

Celia Rocha com novo ânimo

O anúncio de redução dos salários de seus secretários e o seu mesmo também, parece ter dado novo ânimo a gestão da prefeita Célia Rocha.

Na semana de aniversario dos 90 anos da cidade, que ela chegou a dizer que estava sem animo para comemorar, reverteu positivamente para sua gestão. Como se não bastasse provar a disponibilidade da prefeita em mudar o rumo de algumas decisões, demonstrou a integração de toda sua equipe.

Pois, mesmo com o corte de mais de 40% de seus proventos e o corte de um mês ( eles não receberão outubro), o secretariado de Célia não se fez de rogado. Mangas arregaçadas todos caminham trabalhando no ritmo que pede a maior cidade do interior de Alagoas.

Prova disso está nas conquistas amealhadas já está semana, como os quase R$ 15 milhões em convênios assinados com a Caixa Econômica e a entrega de 1000 casas populares na próxima segunda, 27, com a presença dos ministros Fernando Lages e Gilberto Occhi. Economia de um lado, festa do outro.

acesse>twitter@Bsoutomaior

Email:Bernardinosm01@hotmail.com
 


Exibir comentários

Postado em por Blog do Bernardino em BlogBernardino


Julio Cézar pode ser nomeado segunda-feira secretário de comunicação de Vilela

A ida de Julio Cezar confirmada será o sexto secretário de comunicação do Teotonio Vilela no seu mandato de oito anos. Antes passaram como titular da pasta:Eduardo Lobo,Wilmar Bandeira, Nelson Ferreira,Rui França, Keylle Lima.

Fonte palaciana informa que até segunda-feira, o vereador tucano Julio Cézar, que foi candidato derrotado ao governo de Alagoas na eleição que elegeu o governador Renan Filho(PMDB) deve assumir a secretária de Comunicação.

A notícia vazou em Palmeira dos Indios, com o âncora Marcelo Lima da rádio Vitório FM anunciando nova licença que o Júlio Cézar terá na Câmara Municipal e devendo ser secretário de Estado por 65 dias. É que o governo Teotonio Vilela termina no final deste ano.

A ida de Julio Cezar confirmada será o sexto secretário de comunicação do Teotonio Vilela no seu mandato de oito anos. Antes passaram como titular da pasta:Eduardo Lobo,Wilmar Bandeira, Nelson Ferreira,Rui França, Keylle Lima.

acesse>twiiter@Bsoutomaior

Email:Bernardinosm01@hotmail.com


Exibir comentários

Postado em por Blog do Bernardino em BlogBernardino


Solinha diz que o Nordeste dará a Dilma, é o voto da gratidão

Aos 65 anos de idade, Solinha vibra e as vezes se emociona ao falar dos dois filhos que tem se dedicado na ampliação de concessionárias no Nordeste.

De passagem na quinta feira(23) por Caruaru, o empresário Pedro José Neto, conhecido por "Solinha" disse ter uma explicação para o amplo favoritismo de Dilma (PT) na região Nordeste (70% x 30% de Aécio, segundo o Datafolha): o “voto da gratidão”.

Segundo ele, a maioria dos nordestinos vai votar em Dilma não apenas pela Bolsa Família, mas pelo conjunto de ações que os governos dela e de Lula fizeram na região, “onde não se morre mais de fome”.

Solinha que já vice prefeito do PMDB em União dos Palmares na gestão do Afrânio Vergetti acha que a vitória de Dilma será muito importante para Alagoas, onde teremos o fortalecimento do presidente do Senado, Renan Calheiros e ainda vai favorecer a gestão do governador eleito Renan Filho.

O empresário Solinha aponta o canal do sertão como a maior obra que um presidente da República construiu em Alagoas e ainda se lembrou da enchente de 2010, onde sua cidade de União dos Palmares foi uma parte destruída e o então presidente Lula esteve na região da zona da mata, onde construiu vários conjuntos residenciais dando assim abrigo ao povo que perdeu tudo,inclusive a casa com a enchente do rio Mundaú.

Ele confessou que foi fundador do MDB e sempre eleitor de carteirinha em União dos Palmares do senador Renan Calheiros desde que foi eleito deputado estadual. Para Solinha, o destino foi muito cruel com Renan quando perdeu aquela eleição para Geraldo Bulhões, na maior fraude da história política de Alagoas.

O empresário Pedro José Neto foi prestigiar o seu filho Inácio que inaugurou uma revenda do ônibus Volare em Caruaru. Ele nasceu em Toritama(Pernambuco), mas chegou a Alagoas para residir em União dos Palmares 1949, onde casou e teve quatro filhos: dois homens e duas mulheres. Sua primeira atividade em União dos Palmares foi ser taxista e chegou a ser vice prefeito da cidade palmarina.

Segundo ele, com muita luta,  abriu em Maceió uma revenda de veículos Agrale e logo em seguida, começamos a dar assistência mecânica aos ônibus Volare, que se tornou assim a "galinha dos ovos de ouro" de sua família com a dedicação dos filhos Inácio e Pedrão, hoje representantes no exclusivo  da marca de veículo de transporte produzido em Caxias do Sul no Rio Grande do Sul.

Aos 65 anos de idade, Solinha vibra e as vezes se emociona ao falar dos dois filhos que tem se dedicado na ampliação de concessionárias no Nordeste. A família de Solinha depois de chegar ao mercado de Caruaru, já anuncia mais duas novas agências uma em João Pessoa e outra no Rio Grande do Norte.

acesse>twitter@Bsoutomaior

Email:Bernardinosm01@hotmail.com


Exibir comentários

Postado em por Blog do Bernardino em BlogBernardino


JHC cria projeto que reduz imposto sobre Gás Natural Veicular

Para JHC, os taxistas serão os mais beneficiados com o projeto, já que, em sua maioria, trabalham em veículos adaptados para o consumo do GNV.

 Com a queda do ICMS cobrado para 12%, reflexo será sentido no preço final do produto e taxistas devem ser os mais beneficiados O deputado JHC (Solidariedade) apresentou, à Assembleia Legislativa, projeto de lei que prevê a queda da alíquota do Imposto sobre Operações relativas à Circulação de Mercadorias e sobre Prestações de Serviços de Transporte Interestadual e Intermunicipal e de Comunicação (ICMS) incidente sobre o Gás Natural Veicular (GNV) e Gás Natural Comprimido (GNC) em Alagoas de 17% para 12%.

A medida, além de desonerar os distribuidores e, consequentemente, proporcionar uma queda no preço do combustível repassado aos postos, tem como principal objetivo privilegiar o consumidor final, que deverá sentir uma queda significativa no valor pago pelo metro cúbico do gás.

Para JHC, os taxistas serão os mais beneficiados com o projeto, já que, em sua maioria, trabalham em veículos adaptados para o consumo do GNV. “Usamos como exemplo o Estado de Pernambuco, onde essa medida foi proposta por Eduardo Campos e já foi aprovada por todas as comissões competentes da Assembleia Legislativa pernambucana, estando agora em redação final.

A alíquota sugerida no projeto foi estudada, respeitando o cenário econômico alagoano e beneficiará o consumidor final, em especial os taxistas, que vão sentir diariamente no seu bolso os benefícios desse projeto”, avaliou JHC.

acesse>twitter@Bsoutomaior

Email:Bernardinosm01@hotmail.com


Exibir comentários

Postado em por blog bernardino em BlogBernardino


“O sertão pode transformar a realidade do nosso estado”

Codevasf apresenta Plano de Desenvolvimento do Canal do Sertão para Governador do Estado

A líder do Mst, Debora Nunes, com o secretario de Meio Ambiente, Artur Ferreira

Neno Canuto

O Governador do Estado de Alagoas, Teotônio Vilela Filho, participou nesta quarta-feira (22) da assembléia deliberativa sobre o Plano de Desenvolvimento Hidroagrícola das Comunidades Difusas da Área de Influência do Canal Alagoano”, elaborado pela Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf).

O evento ocorreu no assentamento Maria Cristina, em Delmiro Gouveia, e teve a participação de representantes da Secretaria de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos (Semarh), Ministério Público Estadual (MPE),
Instituto de Inovação para o Desenvolvimento Rural Sustentável (Emater) e outros membros que contribuiram direta e indiretamente para a execução do

Plano

Com a presença de cerca de 100 agricultores do Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST), o governador aproveitou a oportunidade para reafirmar a importância do Canal do Sertão para os pequenos produtores rurais. “Tenho
muito orgulho de ser hoje, o governador que recebeu a obra do Canal do Sertão com menos de um palmo e que vou entregar com 106 km em pleno funcionamento.”

O assentamento Maria Cristina, que tem cerca de 70 famílias, está localizado no primeiro trecho do Canal do Sertão e já vem utilizando a água para pequenas plantações. Vilela destacou a melhora na qualidade de vida dos moradores do semi-árido: “Um sonho de tanto tempo finalmente, em meu governo, atendendo à necessidade de água que os sertanejos tem para tudo,principalmente para o consumo humano.”

O Secretário da Semarh, Artur Ferreira, aproveitou a oportunidade para prosseguir com as articulações de visitas técnicas às comunidades para avaliação de recebimento de outros projetos existentes na Secretaria, como a perfuração de poços e sistemas de dessalinização, bem como de outros órgãos estaduais.

Eduardo Motta, diretor da Codevasf, afirmou que as discussões sobre o Plano de Desenvolvimento são inteiramente participativas: “Há exatamente um ano nós nos reunimos com vocês para falar sobre a criação do plano, e desde
então estamos batendo nas portas e perguntando quantos adultos, quantas crianças, quantos animais, o que planta, o que colhe. Hoje estamos aqui para apresentar o resultado desse trabalho.” O modelo proposto pela Codevasf é de criação de sistemas coletivos de abastecimento por gravidade,encaminhados para módulos de irrigação por gotejamento, tecnologia semelhante à que é distribuída pela Secretaria de Estado da Agricultura (Seagri).

A líder nacional do MST, Débora Nunes, agradeceu a receptividade dos produtores aos pesquisadores da Codevasf, bem como a presença dos órgãos estaduais: “Se a sociedade quer que o assentamento cumpra sua função primária, que é produzir alimentos saudáveis, é preciso envolver todas as esferas federal, estadual e municipal para que nós tenhamos acesso às políticas públicas”, disse Débora. “O sertão pode transformar a realidade do nosso estado.”

As ações dos movimentos agrários também foram ressaltadas pelo Governador, que ressaltou nunca ter se furtado ao diálogo com as lideranças rurais. O lançamento do Plano da Codevasf e a participação dos órgãos estaduais
reafirmam o compromisso do Governo do Estado com os pequenos produtores e assentamentos às margens do Canal do Sertão.
acesse>twitter@Bsoutomaior

Email:Bernardinosm01@hotmail.com

 


Exibir comentários

Postado em por Blog do Bernardino em BlogBernardino


Empresário alagoano inaugura revenda de ônibus Volare em Caruaru

Segundo ele esta inauguração certamente um marco na história desta concessionária que tem se destacando ao longo destes anos e orgulha-se de hoje poder estar ofertando este novo ponto de atendimento no Nordeste.

Ao inaugurar hoje(23) à noite em Caruaru, a sua mais nova empresa Caruaru Ônibus que revenda o Volare, o empresário alagoano José Inácio Neto disse ter um significado muito especial, nós que fazemos parte do grupo Alagoas Ônibus que atua no Estado de Alagoas desde 1999 representando a marca e os produtos Volare com toda seriedade e competência. O Grupo está inaugurando sua nova loja, onde foi investido mais de dois milhões de reais e gerando cerca de 30 empregos diretos.

Segundo ele esta inauguração certamente um marco na história desta concessionária que tem se destacando ao longo destes anos e orgulha-se de hoje poder estar ofertando este novo ponto de atendimento no Nordeste.

Volare é fabricado pela marca MarcoPolo que se encontra no mercado há 65 anos instalado em Caxias do Sul no Rio Grande do Sul. A familia do grupo José Inácio Neto começou a revenda pelo seu pai, Pedro José Filho, popularmente conhecido em União dos Palmares por "Solinha". Hoje além de Alagoas e Pernambuco, investe no mercado da Paraíba e o Rio Grande do Norte.

Em nome da fábrica Volare, o gerente comercial, Sidnei Vargas cometou que é um momento feliz do grupo Volare encontrar em Caruaru, em Pernambuco uma concessionária do porte da Caruaru ônibus implantada numa região com grande potencial econômico. "Aqui os negócios vão acontecer com absoluto sucesso", disse ele.

Vargas narrou que a empresa MarcoPolo já fabricou mais de 350 mil carrocerias nesses 65 anos.

Ele disse ainda que a inauguração desta empresa trás um marca histórico para a vida da Volare: é 90 concessionária no Brasil.

O coordenador comercial da Volare, Marcelo Zeferino afirmou "coloca a marca Volare com sucesso é um feito dessa família liderada pelo empresário alagoano José Inácio Neto. Segundo ele trata-se de uma família de caráter e a Volare se encontra no Nordeste em boas mãos.

O empresário pioneiro Pedro José Filho, "Solinha" que introduziu a marca Volare no Nordeste, fez um histórico de vida da família, onde o seu pai foi o pioneiro na região de Toritama, em Pernambuco em transporte. Depois ele chegou em União dos Palmares, se tornando taxista. Seu depoimento foi o momento de muito emoção, onde Solinha contou toda a sua história e como começou a representar em Alagoas o grupo Solare.

Ao final da solenidade, o gerente comercial da Volare, Sidnei Vargas entregou uma placa simbolizando a parceria bem sucedida entre a Concessionárias Caruaru Ônibus que foi entregue ao empresário José Inácio Neto e ao seu pai, Solinha.
Dando continuidade à programação da noite, foi apresentado o vídeo institucional da Volare.

No ato da solenidade mais de quinze prefeitos da região do agreste estiveram prestigiando e também, uma delegação de Alagoas chefiada pelo empresário e vereador por Marechal Deodoro, Claudio Filho, "Cacau"

acesse>twitter@bsoutomaior

Email:bernardinosm01@hotmail.com


Exibir comentários

Postado em por Blog do Bernardino em BlogBernardino


Vice-governador eleito Luciano Barbosa dá palestra sobre economia regional

Durante a palestra, que contou com um auditório lotado, Luciano Barbosa falou sobre os principais fatores que impulsionam a economia do Agreste, bem como as oportunidades de negócios para a região.

Na manhã desta quinta-feira (23), o vice-governador eleito Luciano Barbosa (PMDB) proferiu palestra sobre a economia da Região Agreste, em seminário promovido pelo Sebrae/AL, na cidade de Craíbas.

O evento reuniu os prefeitos de Craíbas, Bruno Farias (PTB), e de Girau do Ponciano, Fabinho Aurélio (PSD), além do gerente regional do Sebrae/Agreste, Arestides Minervino, a gerente-adjunta Zélia Azevedo, bem como de empresários e representantes do Projeto de Desenvolvimento Econômico e Territorial (DET) Craíbas e cidades vizinhas.

O seminário foi aberto oficialmente às dez horas, na Escola Estadual Nossa Senhora da Conceição, com a palestra do ex-ministro da Integração Nacional, ex-prefeito de Arapiraca e vice-governador eleito Luciano Barbosa.

Durante a palestra, que contou com um auditório lotado, Luciano Barbosa falou sobre os principais fatores que impulsionam a economia do Agreste, bem como as oportunidades de negócios para a região.
No início da tarde desta quinta-feira, representantes do DET Craíbas e cidades vizinhas iniciaram a elaboração do plano de trabalho para detalhar as principais ações do projeto, baseadas nas necessidades dos municípios que compõem o território.

O objetivo é construir uma rede de cooperação formada pelo poder público e organizações civis.

O seminário também terá outras palestras e discussões sobre o atual cenário da economia dos municípios, e destacará quais ações serão feitas para estimular ainda mais o desenvolvimento e

a economia dos sete municípios inseridos no DET: Arapiraca, Jaramataia, Craíbas, Girau do Ponciano, Igaci, Lagoa da Canoa e Major Izidoro.

acesse>twitter@Bsoutomaior

Email:Bernardinosm01@hotmail.com

 


 


    


Exibir comentários

Postado em por Blog do Bernardino em BlogBernardino


Nonô acompanhará última debate entre os presidenciáveis na Globo

Coordenador do Nordeste da campanha de Aécio Neves assistirá ao vivo nos estúdios

O coordenador da região Nordeste da campanha de Aécio Neves, José Thomaz Nonô, irá acompanhar, ao vivo, o último debate entre os candidatos à presidência da República. O debate será nesta sexta-feira (24), nos estúdios da Rede Globo, no Rio de Janeiro.

Através das suas redes sociais, o coordenador afirmou “Acabo de receber o honroso convite de assistir ao debate ao vivo, nos estúdios da Rede Globo, no Rio de Janeiro. Será um prazer acompanhar de perto o desempenho de Aécio Neves, apresentando um projeto de verdadeira mudança para o nosso país.”

Thomaz Nonô passou a semana no Comitê Central, em São Paulo, debatendo as últimas estratégias de campanha. Nesta quinta-feira (23), esteve em Salvador, reunido com os deputados estaduais e federais da Bahia. Em seguida, o coordenador da região Nordeste, participou de um evento pró-Aécio Neves, em Aracaju, ao lado do coordenador geral, senador José Agripino, do prefeito de Salvador ACM Neto, e demais lideranças políticas.

acesse>twitter@Bsoutomaior

Email:Bernardinosm01@hotmail.com

 


Exibir comentários

Postado em por Redação em BlogBernardino


Em Teotônio Vilela circulam panfletos apócrifos fazendo alusão contrária candidatura Dilma

Segundo ele,em letras garrafais os dizeres são fortes numa campanha regada pelo poder público local, que nos últimos anos recebeu inúmeros investimentos do governo federal.

Na cidade de Teotonio Vilela, reduto dominado há mais de quatro eleições pela família Pereira, circulam panfletos apócrifos fazendo alusão contrária a candidatura da presidenta Dilma Rousseff. A denúncia foi feita pelo jornalista Lininho em sua coluna na Tribuna Independente que circula hoje em Alagoas.

 Segundo ele,em letras garrafais os dizeres são fortes numa campanha regada pelo poder público local, que nos últimos anos recebeu inúmeros investimentos do governo federal.

No final indaga Lininho:" Seria ingratidão?"

No primeiro turno, nas cidades Campo Alegre, Teotônio Vilela, Junqueiro e São Sebastião que não rezava na cartilha da família Pereira sempre foram recebidos com truculência.

Foi assim com o deputado estadual Antônio Albuquerque que foi impedido pela guarda municipal de fazer carreata em Campo Alegre. Os militantes do candidato a senador Omar Coêlho, da coligação do senador Biu foram impedidos de adesiva nas casas e inclusive, estava a frente o marido da prefeita Paulline Pereira(PSDB).

E ainda, os cartazes do candidato Renan Filho foram totalmente destruídos e por coincidência no dia, que o deputado federal Renan Filho faria e fez uma visita as cidades, onde foi bastante recepcionado em Junqueiro pela família Tavares.

Agora, no segundo turno, o senador Biu de Lira decidiu apoiar a Dilma, mas o líder da família, deputado tucano Joãozinho Pereira e a deputada eleita Jô Pereira, sua irmã do Democratas são adeptos da campanha do senador mineiro Aécio Neves.

acesse.twitter@Bsoutomaior

Email:Bernardinosm01@hotmail.com
 


Exibir comentários

Postado em por Redação em BlogBernardino


Renan Filho vai prestigar participação feminina na formação de seu governo

Com o DNA do avô, ex-governador José Tavares, advogada Morgana desenha um cenário cor de rosa na política de Alagoas para 2016

Morgana Tavares com Renan Filho e seu pai, Raimundo Tavares na caminhada em Junqueiro

Esdras Mazoni

O governo Renan Filho deverá prestigiar a mulher alagoana com sua participação em todos os escalões da equipe que estará indicando nos próximos dias para compor a administração pública estadual para comandar os destinos de Alagoas nos próximos quatro anos, a partir de 1º de janeiro. O governandor mais jovem do Brasil eleito no primeiro turno pretende valorizar a força feminina da forma que ela merece.

“O machismo e preconceito sempre prevaleceram em relação à participação da mulhder na política alagoana, mas temos observado o esforço do presidente estadual do PMDB e presidente do Congresso Nacional, senador Renan Calheiros, para mudar esse quadro no nosso partido. E agora, com Renan Filho no governo, esta luta certamente será vitoriosa”, avalia a advogada Morgana Tavares.

Morgana, que apesar de ser ainda jovem demonstra um poder de persuação surpreendente na política – marca do DNA herdado de seu avô, e-governador José Tavares –, foi uma das armas poderosas que o PMDB contou na eleição de governador para neutralizar a força de Biu de Lira em sua cidade natal: Junqueiro. A eleição de Renan Filhou no município surpreendeu a todos, inclusive o próprio Biu.

Com Juliana Almeida, prefeita de Mar Vermelho, Melina Freitas, ex-prefeita de Piranhas; Mayara Mesquita, que na eleição deste ano credenciou-se para disputar a Câmara Municipal de São Miguel dos Campos; Mariana Nogueira, sobrinha da atual prefeita de Passo de Camaragibe; Jeane Moura, de senador Rui Palmeira é candidata a prefeita; Márcia Nogueira, advogada Jane Ribeiro, filha do ex-deputado federal e ex-prefeito de Palmeira dos Indios; advogada Maria Helena Jatobá que pode retornar a ser prefeita em Roteiro; Mana Soriano, ex-vice prefeita da Barra de São Miguel e ex-vereadora e ex-secretária de saúde; a empresária Angelica Cavalcante da Barra de São ; a arquiteta e urbanista Marcela Gomes de Barros, neta do ex-deputado Oswaldo Gomes Barros e ex-vereadora de Novo Lino e tantas outras expressões femininas, o PMDB Mulher quer chegar a 2016 com força total nas eleições muncipais.

"A participação feminina na eleição proporcional deve ser, no mínimo, 30% na disputa das vagas de deputado federal, deputado estadual e vereador. O machismo, que sempre dominou a política em Alagoas, pode estar com os dias contados! Vamos nos mobilizar, com o apoio do senador Renan e do governador Renan Filho, para desenhar um cenário político diferente no Estado a partir de 2016”, defende Morgana.

Na avaliação da advogada, a mulher tem marcado sua presença na administração de quase todas as prefeituras alagoanas, imprimindo uma visão mais realista e humana daquilo que precisa ser priorizado no atendimento às carências municipais. “A mulher precisar ampliar seu espaço na política, ser valorizada e reconhecida pelo seu trabalho e luta por dias melhores para os alagoanos”, disse Morgana a este blog.

acesse>twitter@Bsoutomaior

Email:Bernardinosm01@hotmail.com


Exibir comentários

Postado em por Blog do Bernardino em BlogBernardino


Maceió será sede do fórum científico dos cardiologistas de todo o mundo

Entre 12 a 15 de novembro, em Maceió acontecerá o 24º Fórum Científico.

José Wanderley Neto é o anfitrião do encontro cardiologista internacional em Maceió

Arlindo Tavares

Entre 12 a 15 de novembro, em Maceió acontecerá o 24º Fórum Científico, que congregará mais de dez eventos simultâneos, entre eles o XX Fórum da Academia Internacional de Ciências Cardiovasculares, XXXII Congreso Brasileiro de Circulação Extracorpórea, o XV Fórum de Internacional de Fisiologia Cardiovascular Aplicada e o IV Fórum De Biomedicina Cardiovascular.

O evento será realizado no Hotel Radisson, na praia de Pajuçara. E o anfritrião é o cirurgião cardíaco José Wanderley Neto, do Instituto de Doenças do Coração da Santa Casa de Maceió.

Wanderley Neto apontou entre os temas tratados os avanços das pesquisas com células-tronco na cardiologia, as mais recentes técnicas de transplante de órgãos, os últimos estudos sobre a prevenção da morte súbita e novas técnicas cirúrgicas e de diagnóstico.
Neste encontro estará reunindo a elite mundial de cientistas e profissionais da cardiologia e especialidades afins, disse médico José Wanderley Neto.

Para ele, é a oportunidade única para os profissionais alagoanos e de estados próximos conhecerem o que há de mais novo nos avanços científicos da cardiologia e área correlatas.


Exibir comentários

Postado em por Blog do Bernardino em BlogBernardino


Rui Palmeira aplaude Célia Rocha por ter reduzido seu salário e dos secretários

O arrocho salarial acabou com uma das principais críticas à administração de petebista Célia Rocha, que ao assumir o governo reajustou o salário dos secretários municipais de R$ 7 mil para R$ 11 mil.

Rui aplaudiu decisão prefeita Arapiraca de reduzir seu próprio salário

Cadaminuto.

Em entrevista no programa França Moura na rádio Correio Am, o prefeito de Maceió, tucano Rui Palmeira aplaudiu a iniciativa de sua colega em Arapiraca, Célia Rocha(PTB) que a primeira iniciativa tomada para amenizar a crise da redução do FPM foi reduzir o próprio salário e dos secretários municipais em 50%.

Em reunião com os agentes de saúde em Arapiraca, Celia Rocha declarou que vai "apertar o cinto" em decorrência da crise financeira que assola a todos os municípios do Brasil com a queda do FPM. Ela disse ter cortado o próprio salário em 50% e também os vencimentos dos 19 secretários municipais em 40%.

O arrocho salarial acabou com uma das principais críticas à administração de petebista Célia Rocha, que ao assumir o governo reajustou o salário dos secretários municipais de R$ 7 mil para R$ 11 mil. Com a redução de 40%, o salário deve ficar próximo do valor anterior.

Ela disse ainda que as finanças do município poderiam estar melhores se não houvesse tanta sonegação do IPTU. " Infelizmente, muita gente não tem a mínima intenção de pagar o IPTU, que poderia ser convertido em melhorias na cidade".

Para a prefeita, a inadimplência chega a 85% e além disso, cerca de 90% dos imóveis de Arapiraca não tem alvará de construção.

acesse>twitter@Bsoutomaior

Email:Bernardinosm01@hotmail.com


Exibir comentários